Soja


Porto de Rio Grande supera Paranaguá em exportações de soja

14/01/2014

O porto de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, apareceu como uma das soluções para o caos logístico no Brasil quando as exportações de milho e soja explodiram em março e abril. Como consequência, o porto embarcou 8,27 milhões de toneladas de soja e superou Paranguá, no Paraná, como segundo exportador da oleaginosa.

O razão foi o aumento do volume no pico das exportações de grãos em 2013 quando o porto de Paranaguá levou mais de 100 dias para embarcar alguns produtos, enquanto Rio Grande apareceu como uma alternativa a soja plantada no Mato Grosso e que tinha a China como destino final. Nos piores dias, a fila durou 15 dias em Rio Grande. Mas a curiosidade residiu no fato de que os grãos viajaram mais de 2.000 quilômetros para chegar ao porto. E isso é provável que aconteça novamente em 2014.

“Nossa média (de embarque) foi de um a quatro dias”, revelou Leonardo Pereira Maurano, diretor do porto de Rio Grande, em entrevista ao jornal Zero Hora.

O porto de Santos, em São Paulo, é ainda o maior exportador da oleaginosa com 16,9 milhões de toneladas embarcadas em 2013. A maior parte da soja embarcada em Santos veio do Mato Grosso.

Fonte: Agrolink
Autor: Leonardo Gottems
 enviar por email     imprimir    compartilhe: Favoritos      Comente!