Soja

Plantio de verão segue acelerado no Brasil; Mato Grosso é exceção

15/10/13
Semeadura da soja neste verão está ligeiramente mais rápida em relação à média para esta época do ano

Se o clima continuar colaborando com os campos paranaenses, o estado será o primeiro a encerrar os trabalhos de plantio da safra de verão 2013/14. Até o momento, os produtores do Paraná largaram as sementes de soja em mais de 20% de todo o terreno a ser ocupado pela cultura, que neste ano terá área recorde. Serão cerca de 4,9 milhões de hectares – quase 300 mil hectares a mais do que no ciclo passado.

As plantadeiras do Paraná seguem trabalhando em ritmo mais rápido do que as de outros dois dos três maiores produtores de grãos do Brasil. Em Mato Grosso, a secura do solo ainda mantém maior parte das máquinas afastadas das lavouras. Até o momento, menos de 2% da área de soja foram semeados, contra cerca de 9% no ano passado, segundo o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea). Mas depois das chuvas deste final de semana, os operadores vão correr para recuperar o atraso no estado, que é líder na colheita da oleaginosa no país.

Já no Rio Grande do Sul, terceiro maior produtor nacional, as sementes de soja ainda não chegaram ao solo, somente as de milho. De acordo com a Emater, 52% das lavouras de milho estão em processo de germinação.

No Brasil, levantamento da consultoria Safras & Mercado aponta que até a primeira semana deste mês, o plantio de verão da soja ocupava cerca de 3% da área total a ser plantada no país. O índice está ligeiramente acima da média para esta época do ano.

Safra cheia

18% é a participação do Paraná na produção nacional de soja prevista para este ano. Segundo maior produtor brasileiro, o estado tem potencial para colher 16,7 milhões de toneladas do produto, 5% mais do que no ano passado.

Fonte: Gazeta do Povo