Pesca

Nutrição de Peixes de água doce

Por Marcos Duarte

Dentro da nutrição de peixes de água doce, devemos previamente saber que a exigência nutricional dos mesmos varia muito (espécie, hábito alimentar, tamanho e idade). Também é necessário salientar que é de difícil obtenção de dados precisos sobre a digestibilidade do alimento dos mesmos (ambiente aquático). Os principais nutrientes da alimentação de peixes de água doce são:

– Energia: talvez seja o nutriente mais importante dentre os outros, pois é através dela que o animal mantém seu metabolismo básico (mantença). Na tabela abaixo podemos verificar quanto cada nutriente gera de energia.

1 g de proteína = 5,6 cal
1 g de carboidratos = 4,1 cal
1 g de gordura = 9 cal

A exigência energética dos peixes geralmente fica entre 3.000 – 3.500 Kcal ED/Kg da dieta, sendo que o excesso de energia gera o acúmulo de gordura e sua deficiência leva a um aumento do consumo.

Proteína: De forma geral, as rações de peixe exigem um teor de proteína mais elevado que as utilizadas para aves e mamíferos. Durante os primeiros estágios de vida do peixe (larva, pós-larva e alevino) sua exigência protéica é maior, decaindo de acordo com seu crescimento (ao contrário do que ocorre com a energia). Isso implica que os peixes não devem ser mantidos em todo período de produção com a mesma ração.

Lipídios: Os lipídios são a principal fonte de energia (conforme já visto na tabela), sendo que sua adequada inclusão leva a uma redução do custo da ração. Existem dois grupos de lipídios muito importantes na nutrição dos peixes, o ômega 6 (w 6) e os ômega 3 (w 3), esses lipídios devem estar presentes na alimentação dos peixes. Os lipídios geralmente podem ter seu nível de inclusão de até 10% na dieta.

Vitaminas: As vitaminas agem nos peixes semelhantemente como nos outros animais (participação em diversas reações metabólicas). A saber existem dois grupos de vitaminas, liposolúveis (A, D, E e K) e hidrosolúveis (Colina, Inositol, Vitamina C, Ácido Fólico…). Altos níveis de vitamina C devem ser incluído nas dietas, pois a mesma atua diretamente no sistema imunológico do peixe, ajudando na profilaxia de doenças.

– Minerais: Os minerais têm a função de equilíbrio iônico, estrutural e de atuar como co-fatores no metabolismo. Os principais minerais exigidos pelo peixe são o cálcio e fósforo.

Fonte: http://www.infoescola.com/zootecnia/nutricao-de-peixes-de-agua-doce/