Pecuária

Período chuvoso requer atenção redobrada com rebanho

29/10/2013

 

Com a chegada do período chuvoso, o pecuarista deve ter ainda mais cuidado com o rebanho, que fica mais sujeito a doenças e susceptíveis a descargas elétricas. O alerta vem do setor de Desenvolvimento Animal da Secretaria da Agricultura e Pecuária (Seagro) e visa resguardar a segurança dos mais de oito milhões de bovídeos (bovinos e bubalinos).

O zootecnista da Seagro, Ademar do Carmo Júnior, o início do período chuvoso é preocupante devido o aumento de doenças. “Geralmente os parasitas têm ciclos através da postura de ovos. Quando chove, a umidade faz com que esses ovos eclodam, e o ciclo seja iniciado”, alerta.

Para Ademar, a melhor forma de evitar a proliferação de doenças é manter a higiene dos locais onde fica o gado. “O Tocantins apresenta altas temperaturas e umidade, ambiente propício para a proliferação de vetores das principais doenças que acometem o gado, como a miías, conhecida como bicheira. Por isso a limpeza das instalações é fundamental”, aconselha Ademar.

Outra precaução é manter a vermifugação dos animais mais jovens, entre dois e oito meses, sempre em dia. “Nesta idade os animais são mais vulneráveis, portanto recomenda-se que a vermifugação ocorra no período da seca, preparando o gado para o período mais crítico do ano”, alerta.

 

Fonte: Agrolink