Reprodutivo

Pecuaristas adotam cursos de inseminação artificial para tornar seu negócio mais rentável

09/02/2015

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) estima-se que, nos próximos 10 anos, o Brasil amplie sua produção de grãos e de carnes em mais de 30%.

Em 2010, o país produziu 24,5 bilhões de toneladas de carne bovina, suína e de aves. Para atender toda esta demanda, muitos pecuaristas e criadores têm investido em tecnologias como melhoramento genético para aumentar seu rebanho, sua rentabilidade e oferecer um melhor produto. Uma das alternativas com resultados comprovados é a inseminação artificial.

Diante deste cenário, a Alta Genetics promove desde 2006, cursos de inseminação artificial em vários estados brasileiros como São Paulo, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Norte. Além aperfeiçoar quem já exerce o ofício, gera uma oportunidade para quem quer se especializar na profissão. E foi o que aconteceu com Milton Xavier de Carvalho,de Três Corações (MG), que após realizar o curso começou a trabalhar na área. “Depois que me formei na Alta, trabalho em fazendas da região praticando a inseminação. Hoje consigo ter uma renda fixa. Para mim, o método de ensino deles é muito prático e fácil. Os instrutores são muito dedicados e sanam todas as dúvidas. Aprovo e recomendo!”.

Em alguns estados, esta profissão está escassa e em outras, são realizadas por outros profissionais que fazem a inseminação e cuidam ao mesmo tempo de outras atividades na fazenda. Há estado que paga de dois a três salários mínimos, outros chegam a oferecer até R$ 1.500,00/mês além de prêmios por índice de prenhez ou contratam o profissional por período (estação de monta).

A Alta é a única empresa no segmento que promove cursos de inseminação artificial em todo território nacional com 20 centros de treinamento. O conteúdo completo das aulas capacita o participante a realizar a inseminação artificial de maneira profissional. A programação inclui: anatomia e fisiologia do aparelho reprodutor da fêmea bovina; passo a passo da inseminação artificial; observação de cio em gado de leite e corte; manejo do botijão de sêmen; montagem do aplicador; descongelamento do sêmen, passagem do aplicador pela cérvix; visualização em DVD do processo de coleta e industrialização de sêmen; dentre outros.

Fonte: Agrolink