Pecuária

Ovinocultura do Estado precisa investir em qualidade reprodutiva

Um curso de manejo reprodutivo em ovinos e caprinos na sede da Embrapa Gado de Corte em Campo Grande, e na Fazenda Modelo, onde está instalado o Núcleo Centro-Oeste da Embrapa para Caprinos e Ovinos mostrou que é preciso investir em tecnologia na atividade caso os produtores desejem aumentar a eficiência dos rebanhos.

Foram apresentadas palestras mostrando a necessidade de práticas como o controle do ciclo reprodutivo, manejo racional dos animais, inseminação artificial e transferência de embriões.

Para o organizador do evento, pesquisador Fernando Reis, o programa do curso foi montado visando atender uma demanda antiga dos produtores locais no que se refere aos aspectos da reprodução de caprinos e ovinos. “É necessário melhorarmos a produtividade dos rebanhos e aumentarmos a oferta de carne no mercado, e uma das formas de alcançarmos este objetivo é conscientizarmos técnicos e produtores da importância de um trabalho bem feito no aspecto reprodutivo”, acrescentou.

E para que o programa fosse atingindo com excelência foi convidado para ministrar aulas no campo da reprodução, o pesquisador Jeferson Ferreira da Fonseca, que possui doutorado em reprodução e é coordenador do Núcleo Sudeste da Embrapa para Caprinos e Ovinos.

Um participante do curso que avalia positivamente a iniciativa da Embrapa é Carlos Barros Leite Junior. Ele se deslocou do Pantanal até Campo Grande para participar do evento e confessa que foi muito produtivo o aprendizado. Ele que é produtor de ovinos e médico-veterinário espera que outros eventos semelhantes sejam promovidos pela Embrapa dada à carência de informações e necessidades da região.

Carlos Leite é representante de um grupo de criadores de ovinos no Pantanal e tem como uma das atribuições buscar novas técnicas que venham auxiliar o grupo a aumentar a produção na região.

Fonte: http://www.correiodoestado.com.br/noticias/ovinocultura-do-estado-precisa-investir-em-qualidade-reprodu_80346/