Pecuária

Oferta enxuta e pressão de alta no mercado do boi gordo

17/09/13
A oferta enxuta de boiadas dificulta o avanço das escalas de abate.

Em São Paulo a especulação é grande devido às diferentes realidades das indústrias. Aquelas que trabalham com contratos a termo, confinamentos próprios ou negociam nos estados vizinhos, chegam a ofertar até R$102,00/@, à vista.

Ao mesmo tempo, existem compradores pagando R$107,00/@, à vista. Estes negociam no mercado spot.

Mesmo em Goiás, expressivo estado confinador, não está fácil completar as escalas.

Nas duas praças do estado, região sul e em Goiânia, os preços subiram para R$95,50/@, à vista, e ainda há relatos de negócios R$1,00/@ acima da referência.

Por fim, no Centro-Sul os confinamentos não são suficientes para atender a demanda. No restante do país, a entressafra reduz naturalmente a oferta de boiadas.

No mercado atacadista de carne bovina, a redução nos abates tem pressionado cada vez mais os preços. O boi casado de animais castrados atingiu o maior valor desde setembro de 2012, R$6,71/kg.

Fonte: Scot Consultoria
Autor: Alex Santos Lopes da Silva