Mamona

Oferta ambiental, via zoneamento agroecológico, para a ricinicultura na Região norte de Minas Gerais

A ricinocultura poderá se tornar muito importante para a região Nordeste e o Norte de Minas Gerais, caso a produção de biodiesel via biomassa, em particular com o óleo da mamona, venha a se concretizar a curto e médio prazo, cerca de três a dez anos. Para o sucesso de qualquer cultura, em um determinado ambiente, envolvendo os solos e o clima, o zoneamento assume lugar de destaque na agricultura moderna, pois pode reduzir substancialmente os riscos dos produtores e a segurança do país em termos de abastecimento de suas necessidades em especial de alimentos, fibras e matérias-primas para a feitura dos produtos industriais. Na região do Norte de Minas Gerais, foram zoneados 89 municípios com aptidão plena para o cultivo da mamona (Ricinus communis L.) em regime de sequeiro, com base nos seguintes fatores: precipitação pluvial anual superior a 500 mm, temperatura média anual entre 20 a 30°C, com ótimo em torno de 23°C, e altitude de pelo menos 300 metros. Além disto, deve-se preferir solos que não estejam com problemas de compactação e que não sejam sujeitos a saturação hídrica e assim a hipoxia ou a anoxia.

Fonte: biodieselbr.com