O valor nutricional da laranja, uma fruta conhecida e cultivada mundialmente, sempre foi objeto de estudos e análises.

Rica fonte de vitamina C, além de diversos componentes importantes como potássio, fibras, dentre outros, a laranja é hoje associada a uma eficaz arma que auxilia o organismo no combate às infecções, boa formação dos ossos e dentes, cicatrização de feridas e queimaduras, além de, como mostram recentes pesquisas, ser uma excelente fruta que auxilia na proteção contra o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, diabetes, certos tipos de câncer e até mesmo alzheimer. (Fontes: Laranja Brasil, Toda Fruta, Vitaminas e Cia.)

Disponível no Brasil o ano todo, a laranja pode ser consumida in natura, em sucos e bebidas em geral, pratos doces e salgados e, embora existam diversas variedades desta fruta, de maneira geral, todas elas contêm semelhantes riquezas nutricionais.

Na laranja encontra-se também a pectina, uma fibra gelatinosa, presente na parte branca da fruta (albedo), que, segundo numerosos estudos, atua na redução do colesterol do tipo LDL, reconhecidamente nocivo, sem alterar o nível do HDL, o bom colesterol. Sem contar com a ação benéfica para diabéticos, pois é responsável pela formação de uma barreira nas paredes do intestino, impedindo a passagem do excesso de glicose, auxiliando a eliminação de resíduos de substâncias altamente tóxicas e também se constituindo em uma proteção eficaz contra os efeitos tóxicos de certos produtos dietéticos. (Fonte: Laranja Brasil)

Além de todos estes benefícios da fruta in natura, da laranja é possível a extração de:

  • Óleos e essências, utilizados como aromatizante natural em bebidas, alimentos, além da aplicação em indústrias farmacêutica, de cosméticos/perfumes, em produtos de limpeza em geral, em solventes, fabricação de adesivos, etc.
  • Farelo de Polpa Cítrica, utilizado principalmente como complemento para a ração animal.
  • Sucos natural e concentrado, tão ricos quanto à fruta in natura, com seus inúmeros benefícios – ação antioxidante, aumento da imunidade e da energia celular, prevenção ao câncer (presença dos limonóides, que atuam na destruição de determinadas células cancerosas), dente outros, aqui citados.

Cada laranja contém, aproximadamente:

  • Calorias: 62 kcal
  • Carboidratos (15,4g): são substâncias orgânicas com funções anticoagulantes, lubrificantes (evita o ressecamento dos olhos, por exemplo), cicatrizantes e antigênicas (ativa o sistema imunológico ).
  • Proteínas (1,2g): são compostos orgânicos que atuam na consistência e elasticidade dos tecidos (colágeno, queratina e outras), na defesa do organismo contra substâncias estranhas (anticorpos), na obtenção de energia e em outras funções hormonais, enzimáticas e condutoras.
  • Fibras (3,1g): são componentes dos alimentos que não são digeridos pelo organismo, mas que são imprescindíveis à dieta. Como não são digeridas, as fibras vão para o intestino, onde atuam como “vassouras”, que carregam os resíduos alimentares e a gordura excedente na alimentação pelo intestino, baixando o nível de colesterol absorvido. Com isso, ajudam a prevenir doenças cardíacas e câncer no intestino. Também proporcionam sensação de saciedade, ajudando na perda de peso, além de garantir uma pele bonita e saudável. (Fonte: Site de pesquisa UNESP)
  • Potássio (237 mg): é um elemento químico essencial ao homem. Estudos epidemiológicos e clínicos indicam que a maior ingestão de potássio diminui a pressão arterial tanto de pessoas normotensas quanto hipertensas. Altas ingestões de potássio reduzem o risco de acidente vascular cerebral, arritmias cardíacas em pessoas com doença isquêmica do coração, insuficiência cardíaca congestiva e hipertrofia do ventrículo esquerdo. Além disso, a maior ingestão de potássio tem ação profilática contra dano renal, em especial a lesão tubular. Ingestões de potássio reduzem a excreção de cálcio, a qual reduz o risco de cálculo renal e ajuda a impedir a desmineralização óssea.
  • Vitamina C (69,7 mg): é uma molécula cujas principais ações são fornecer resistência aos ossos, dentes, tendões e paredes dos vasos sanguíneos. Além disso, auxilia no combate às doenças, previne gripes, fraqueza muscular e infecções, atuando positivamente no sistema imunológico e na respiração celular. Também estimula as glândulas supra-renais e protege os vasos sanguíneos.

E a fruta pode ser assim aproveitada:

  • Sucos: 44,81%
  • Células Congeladas: 2,67%
  • Óleos Essenciais: 1,79%
  • D´Limonene: 0,92%
  • Líquidos Aromáticos: 0,57%
  • Farelo de Polpa Cítrica: 49,24%

(Fonte: Laranja Brasil, dados numéricos)