Laranja

O papel da laranja na Alimentação Saudável

Da alimentação saudável devem fazer parte todos os diferentes grupos de alimentos, segundo uma proporção coerente e nutricionalmente adequada às necessidades humanas. Contudo, só a mais ampla diversificação de alimentos, dentro de cada grupo, permite cumprir o desejável equilíbrio alimentar, desde que integre produtos hortícolas e fruta da época.

Os produtos hortícolas e fruta são os alimentos que devem ocupar o maior volume alimentar diário. As frutas em geral são nutricionalmente ricas de fibra vegetal, vitaminas e minerais, nutrientes protectores e reguladores.

A laranja é particularmente rica em vitamina C e em pectina, uma das fracções da fibra vegetal, importante na regulação dos valores de colesterol. Acresce também, o benefício de oferecer intacto o seu valor nutritivo, dado que se come sempre crua.

Energia Quilo-calorias 42
Quilo-Joules 176
Hidratos de carbono (gramas) 8,5
Gordura (gramas) 0,6
Proteínas (gramas) 0,7
Vitamina C (miligramas) 60

A laranja algarvia aufere ainda de notáveis propriedades, decorrentes do facto de ser sempre consumida como produto fresco e da época, e de ser proveniente duma região bastante exposta ao Sol, o que lhe confere uma maior riqueza em vitamina C.

Assim, é aconselhável o consumo de pelo menos uma laranja por dia, garante do aporte da dose diária recomendada de vitamina C, bem como de quantidade razoável de um dos melhores reguladores dos valores do colesterol.

O sumo de laranja

Face ao amplo universo de bebidas, existente à disposição do consumidor, a escolha do que beber torna-se cada vez mais complexa e carente de critérios claros e nutricionalmente honestos.

Apreciadas em conjunto, as bebidas não alcoólicas merecem respeito porque, na realidade, constituem boa alternativa ao consumo perigoso de álcool, sobretudo pelos mais jovens. Atendendo à realidade actual, a procura de outras opções mais saudáveis pode refrear o consumo galopante de cerveja e de outras bebidas alcoólicas por adolescentes.

É, desta forma, extraordinariamente importante que a escolha de bebidas para os bufetes escolares seja cordata e assente em normas que contemplam a observação do valor nutricional respectivo.

O fornecimento de sumo de laranja do Algarve em Escolas do Distrito de Faro, parece-nos ser uma opção bastante salutar, quer do ponto de vista nutricional quer do ponto de vista da educação alimentar.

No que diz respeito aos aspectos nutricionais, apresentam-se na tabela seguinte, as composições nutricionais da laranja e do sumo de laranja.

Energia

(quilo-calorias)

H. Carbono

(gramas)

Gordura

(gramas)

Proteínas

(gramas)

Vitamina C

(miligramas)

Laranja 42 8,5 0,6 0,7 60
Sumo de laranja fresco 46 10,0 0,5 0,3 60
Sumo de laranja após 1 hora 46 10,0 0,5 0,3 25

Conforme se pode verificar na tabela anterior o valor calórico, bem como os teores de hidratos de carbono, de gorduras, de proteínas e de vitamina C, entre a laranja e sumo fresco de laranja não são significativamente diferentes. No entanto, no que respeita ao conteúdo em complantix (conjunto de substâncias indigestíveis, vulgarmente designadas por fibra vegetal), sobretudo da fracção pectina, a laranja é incomparavelmente mais rica. Daí que se devam preferir os sumos de laranja turvos e com depósito. Indicadores da presença de certa quantidade de polpa.

No que se refere à frescura do sumo de laranja, parece ser evidente e manifesta a riqueza em vitamina C do sumo acabado de preparar quando comparado com outro, já preparado há 1 hora. De facto, a perda de vitamina C é significativa, sobretudo se o sumo se encontrar em contacto com o oxigénio do ar.

Curiosamente, o sumo proveniente de laranja da bacia mediterrânica, colhida madura, é mais rico de ácido ascórbico (vitamina C) do que o de fruta de regiões menos expostas ao Sol, ou colhida verde.

A quantidade de 100ml de sumo fresco de laranja fornece, em média, a dose recomendada de vitamina C para os adolescentes, para além de contribuir para o suprimento das necessidades hídricas.

A vitamina C é, no panorama da actual alimentação, uma das principais “armas” anti-oxidantes, face à presença crescente de radicais livres nos alimentos industrialmente processados.

Para além dos aspectos nutricionais referidos, convém salientar que a instalação de equipamento apropriado à preparação de sumo fresco de laranja, em instituição de educação, como são as Escolas, contribui inequivocamente para uma educação alimentar dinâmica, onde a modelação de comportamentos alimentares mais saudáveis pode ser obtida.

Fonte: www.saudepublica.web.pt

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/laranja/laranja-9.php