Máquinas e Implementos Agrícolas

Novidade em pneus melhora produtividade da lavoura

Escrito poradmin

O mercado de máquinas agrícolas tem ganhado cada vez mais importância e, por isso, investido em novas tecnologias. Uma delas é a tecnologia Ultraflex, que não está voltada para a máquina, mas para o pneu. Apresentada na Agrishow 2011, que aconteceu em Ribeirão Preto (SP), entre os dias 2 e 6 de maio, a tecnologia, patenteada pela Michelin, traz conceitos como flexibilidade para melhor distribuição do peso e consequente melhor produtividade.

Segundo Antônio Carlos Coller, gerente de marketing e produto da linha agrícola América do Sul da Michelin, essa tecnologia traz, além da menor compactação do solo, o que proporciona melhor rentabilidade para a lavoura, ganhos significativos. Além disso, garante menor resistência ao rolamento, o que permite economizar combustível durante a atividade.

Essa tecnologia também conta com mais tacos no solo, proporcionando mais tração, o que nos permite andar com velocidade superior e diminui o tempo de trabalho. Além da redução de custos, isso traz um aumento da produtividade agronômica — afirma o gerente de marketing.

Coller diz que, basicamente, a empresa trabalha com a grande flexibilidade dos flancos e resistência da carcaça, permitindo que a área de contato dos pneus seja maior. Isso faz com que o peso do trator e do implemento agrícola seja melhor distribuído no solo, compactando menos. A menor compactação resulta, então, em uma melhor oxigenação da raiz e melhor circulação da água, fazendo com que a lavoura seja melhorada.

Nossos engenheiros trabalharam no sentido de trazer à essa carcaça uma grande capacidade de flexão, fazendo com que o pneu trabalhe com pressões inferiores. A pressão dentro do pneu é aquela que será transmitida para o solo. Se reduzimos a pressão dentro do pneu, reduzimos a pressão que é refletida no solo — conclui o gerente.

Ele acrescenta ainda que a tecnologia garante uma redução de 4% a 15% do consumo do combustível, já que, com a maior área de contato proporcionada pelos tacos, a transferência da potência do motor é otimizada, evitando a patinagem.

Ao evitar a patinagem, há uma economia de combustível, já que pode-se percorrer maiores distâncias em menor tempo. Menos  combustível também significa menor emissão de CO2 na atmosfera. Isso quer dizer que também temos um sentido ecológico, muito importante hoje em dia — afirma.

De acordo com Coller, a Michelin já disponibiliza a nova tecnologia em pneus para tratores, para pulverizadores e, a partir do segundo semestre, colocará no mercado o novo pneu para colheitadeiras, que transporta 20% mais carga.

Para mais informações, basta entrar em contato com a Michelin através do número 0800 970 94 00.

Agromundo

Fonte: http://www.agromundo.com.br/?p=20597