Variedades

Novas variedades de soja são lançadas

Para a próxima safra, a Tropical Melhoramento Genético (TMG) oferece novas variedades de soja resistentes ao nematóide e à ferrugem. O engenheiro agrônomo, Sérgio Suzuki diz que o objetivo do lançamento de novas cultivares nos meses de abril e maio é uma forma de ajudar o produtor. “Assim ele tem mais opções de escolha”. Sérgio diz ainda que é preciso garantir a segurança da lavoura, especialmente, no manejo de áreas infestadas com nematóides. Os meses de abril e maio são propícios para o produtor pesquisar e buscar a variedade que mais se adapta a sua região. “Experimentar o que está surgindo no mercado é sempre válido”.

Todas as cultivares oferecidas pela TMG já foram testadas em terras mato-grossenses. Algumas já foram plantadas comercialmente na última safra, outras ainda estão em fase de teste. A série composta pela TMG 131 RR, TMG 132 RR e TMG 133 RR além de ser resistente à ferrugem, ao nematóide, ao cancro de haste e ao olho de rã, também apresenta alto potencial produtivo. “Na última safra a TMG 132 se destacou no Médio Norte pela alta produtividade”.
Outra variedade para a próxima safra é a TMG 1176 RR. É uma cultivar superprecoce e, por isso, Sérgio diz que é uma boa opção para a safrinha. “Essa cultivar também tem bom potencial produtivo e é resistente às raças 1 e 3 de nematóide”. A variedade já foi testada em Nova Mutum, Campo Verde, Sorriso e em Primavera do Leste. “É a nova aposta da empresa. Já temos sementes para atender a demanda da próxima safra”.

A TMG 115 RR é outra variedade que estará no mercado na próxima safra. Esta cultivar é de ciclo médio, tem amplo espectro de resistência às raças 1, 3 e 14 do nematóide. Testada nos municípios de Sorriso, Sinop, Campo Verde, Santa Rita do Trivelato e Sorriso apresentou alta produtividade.O engenheiro agrônomo, Paulo Henrique Rordura, acrescenta que o comportamento de cada cultivar pode variar de acordo com o solo e o clima da região. “Por isso, é importante plantar uma pequena área para testar a variedade e, só depois disso é que se deve investir comercialmente”.

A convencional TMG 801 é a que mais tem chamado a atenção do sojicultor. Inox, é uma cultivar resistente à ferrugem, apresenta alta produtividade e tem ciclo precoce. Sérgio conta que um estudo realizado numa propriedade em Sapezal mostrou que a área plantada com a Inox TMG 801 rendeu 17 sacas a mais se comparada às outras.
Segundo Sérgio, ainda houve a redução de uma aplicação de fungicida, o que também contribui para a economia no custo de produção. “Esta é mais uma ferramenta para o produtor driblar a ferrugem e ficar com um pouco mais de rentabilidade, ou seja, um pouco mais de dinheiro no bolso”.

A TMG 121 é uma variedade que ainda está em fase de pesquisa. Em Mato Grosso já foi plantada nos municípios de Sorriso, Nova Mutum e Sinop. Apesar de ainda estar em fase de estudo, já apresenta resultados parciais sobre produtividade e resistência às algumas doenças e também boa produtividade.

Sérgio destaca que a escolha da variedade influência diretamente na produtividade e no custo de produção. Ele alerta os produtores para tomar cuidado com o nematóide, especialmente, o pratylenchus brachiurus que tem sido o mais agressivo em todo o Estado. Uma pesquisa feita pela Associação dos Produtores de Semente de Mato Grosso (Aprosmat/MT) mostra infestação de 96% das lavouras mato-grossenses com o pratylenchus. “Por isso, temos investido muito em cultivares resistente”.

Fonte: http://www.ruralcentro.com.br/noticias/21654/novas-variedades-de-soja-sao-lancadas