Nova classificação e a variedade de trigo BRS 327

 A nova classificação dividiu o trigo em cinco novas classes: melhorador, pão, doméstico, básico e outros usos. A nova classificação alterou a força de glúten, estabilidade, número de queda e PH do trigo, influenciando diretamente na classe. As exigências ficaram maiores, com o objetivo de aumentar a qualidade do trigo que chega aos moinhos e consequentemente à mesa do brasileiro.
A BRS 327, nova variedade de trigo produzida pela Embrapa Trigo em parceria com a Fundação Pró-Sementes, já apresentou variáveis que se enquadram perfeitamente na nova classificação. Segundo dados levantados na propriedade do produtor de sementes Narciso Barison Neto, a produtividade real da BRS 327 ficou próxima a 81 sacos por hectare, ou seja, 4.860 kg/ha. Além disso, a qualidade se mostrou bastante elevada, com força de glúten (W) em 274, estabilidade de 15,5, número de queda de 357, PH de 80,60 e cor de 94,5. As características apresentadas pela variedade a classificaram como trigo pão branqueador. O engenheiro agrônomo da propriedade, Tarso Barison salientou que “o material é realmente muito bom”.
A BRS 327 é uma variedade de ciclo precoce, adaptada para o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul. Apresenta ainda moderada resistência a ferrugem da folha, giberela, oídio, manchas foliares e mosaico do trigo. A variedade foi multiplicada na safra 2010 pelos produtores de sementes ligados a Fundação e estará disponível para o plantio na safra de inverno 2011.