Notícias

Na contra mão da crise CCGL/Coopatrigo anunciam retorno aos produtores de leite

O presidente da Coopatrigo Ivo Batista esteve participando na última quinta-feira da Assembléia Geral Ordinária da Cooperativa Central Gaúcha do Leite em Cruz Alta, da qual a Coopatrigo faz parte e realiza o recolhimento de leite na sua região de abrangência.

Na oportunidade as cooperativas que compõem a CCGL analisaram os números de 2014, onde houve um faturamento bruto de R$508 milhões e uma sobra líquida no exercício de R$53 milhões. Este movimento se refere aos três eixos de negócios da CCGL que são os terminais Termasa e Tergrasa no Porto de Rio Grande, a CCGL TEC e a Industria de Leite em Cruz Alta.

No setor leiteiro, que vive uma séria crise no Rio Grande do Sul, motivada principalmente pela descoberta de fraudes em várias empresas do estado, a CCGL anunciou nesta Assembleia uma boa notícia aos produtores que entregam a sua produção à ela através das suas subsidiárias, que no nosso caso é a Coopatrigo, que será o pagamento de uma bonificação como participação nas sobras originadas pela industrialização de leite. Esta bonificação será de 2,3 centavos por cada litro de leite entregue em 2014 e o pagamento desta bonificação será efetuada no mês de abril.

O presidente da Coopatrigo anuncia com satisfação este informação aos mais de 600 produtores que entregam a sua produção para a cooperativa na região. “O cooperativismo demonstra o seu diferencial e seriedade com este anúncio, ainda mais diante da crise que o setor está vivendo no estado”, afirmou o dirigente, acrescentando que a Coopatrigo reiniciou o recolhimento de leite em 2009 e de lá para cá não atrasou um único dia o pagamento aos produtores. Segundo ele nos últimos meses a Coopatrigo tem sido procurada diariamente por produtores que não trabalhavam com ela na entrega de leite e estão desassistidos por este serviço. Ivo Batista explicou que a cooperativa está estudando as situações caso a caso, levando em conta as suas rotas de recolhimento e a viabilidade desta coleta.

“Antes de aumentar o número de associados deste setor, estamos focando na melhoria da qualidade dos atuais produtores que nos entregam a produção, pois esta é uma exigência da indústria e precisamos segui-la”, disse o presidente da Coopatrigo.

Ivo Batista ressaltou que a CCGL já está em andamento com o projeto de duplicação da sua planta industrial, com as obras devendo ficar prontas em outubro e a partir daí a cooperativa deverá aumentar as suas linhas de recolhimento de leite, incorporando novos associados para buscar matéria prima para suprir a nova demanda da fábrica em Cruz Alta.

Em Cruz Alta o presidente da Coopatrigo também participou da Assembleia da Fecoagro, a qual é presidida pelo sãoluizense Paulo Pires.

Fonte: Coopatrigo