Produtivo

MT: Semeadura do milho será concluida apenas na última semana de março

25/03/2014

De acordo com os dados do Instituto Mato Grossense de Economia Agropecuária (IMEA), a semeadura do milho no Mato Grosso apresentará a sua conclusão na temporada 2013/14 somente na última semana de março. Diferentemente do que aconteceu na safra passada, quando as atividades foram finalizadas ainda na primeira quinzena de março.

Este ano, até a terceira semana do mês, a semeadura apresenta 99,8% de conclusão, dos pouco mais de oito mil hectares que restam ser cultivados em Mato Grosso, a região médio-norte aparece responsável por 45% desta área, sendo esta a maior região produtora do Estado. As regiões norte e nordeste foram as únicas que já finalizaram os trabalhos, ainda que juntas representam apenas 9% da área do Estado.

As chuvas continuam sendo o principal motivo para que a conclusão da semeadura do milho seja adiada em mais uma semana, pois estas ainda são frequentes e continuam atrapalhando as atividades no campo. Com o adiamento, os produtores ficam ainda mais preocupados.

Mercado Interno:
Na última semana, as cotações do milho no mercado futuro, para pagamento e entrega em julho, apresentaram uma leve alta nas médias do Estado, porém ainda estão abaixo das elevações sentidas no mercado disponível. Dentre os municípios analisados pelo levantamento do Imea, Canarana e Rondonópolis se destacam com as maiores cotações para julho, de R$ 18,00/sc. Nova Mutum encerrou a semana com cotação de R$ 18,17/sc. Já o município de Diamantino encerrou a R$ 16,00/sc para o mesmo contrato. O município de Sapezal apresentou na sexta-feira média das cotações próxima a R$ 14,00/sc, sendo esta a praça onde houve a maior variação em relação ao preço do grão vendido no disponível, com -22%.

De maneira geral, os contratos disponíveis estão sendo bem pontuais, com a maioria das negociações das tradings ocorrendo para os contratos com vencimento para julho.

Fonte: Agrolink
Autor: Aline Merladete