Variedades

Monsoy mostra diferenciais de variedades de soja Roundup Ready específicas para o Paraná

O evento, cujo tema será ?Novas Tecnologias para Altas Produtividades?, é promovido pela Cooperativa Agrária e pela Fapa (Fundação Agrária de Pesquisa Agropecuária)

CDI Comunicação Corporativa

Os agricultores terão a oportunidade de se informar sobre as cultivares de soja disponibilizadas pela Monsoy e conhecer os investimentos da empresa em novas tecnologias durante o “Dia de Campo de Verão”, que acontece em 2 e 3 de março, no distrito de Entre Rios em Guarapuava (PR).

A Monsoy traz ao “Dia de Campo de Verão” duas cultivares com a tecnologia Roundup Ready desenvolvidas especialmente para a região paranaense que obtiveram excelentes resultados na última safra: a M6009RR e a M6707RR. São variedades com bom potencial produtivo e aspecto visual, além de apresentarem resistência ao crestamento bacteriano.

A soja Roundup Ready, tolerante a herbicidas à base de glifosato, foi desenvolvida pela Monsanto com o objetivo de controlar de forma mais eficaz e segura o crescimento de plantas daninhas que competem com a cultura principal. Outras vantagens da tecnologia são: flexibilidade no período de controle, simplicidade no manejo, colheita no limpo e menor queima de combustível.

Confira as cultivares da Monsoy e suas principais características agronômicas:

  • Soja M6009RR – excelente aspecto visual, resistente ao acamamento, tolerante a crestamento bacteriano, produtividade com precocidade. Recomendações de plantio: Paraná e Sul do Mato Grosso do Sul (em regiões acima de 600 metros);
  • Soja M6707RR – alto potencial produtivo; bom aspecto visual; ampla adaptabilidade e estabilidade; permite plantio de milho safrinha; resistente a crestamento bacteriano; tolerante a antracnose. Recomendações de plantio: Paraná, Vale do Paranapanema e Sul do MS.

Novidades a caminho

Por meio das mais modernas técnicas de melhoramento genético e com base num amplo banco de germoplasma de elite, a Monsoy realiza um importante intercâmbio global de cultivares e linhagens. A equipe de pesquisa da marca combina excelência acadêmica, inovação científica e experiência profissional, desenvolvendo cultivares capazes de se adaptar às mais diferentes condições de cultivo, gerando diversas soluções para diferentes sistemas de produção.

Preocupada em trazer novas soluções para a realidade dos sojicultores brasileiros, as pesquisas com o grão são realizadas pelo time de Desenvolvimento Tecnológico da Monsoy nas estações de Rolândia (PR), Não-Me-Toque (RS) e Dourados (MS), regiões estratégicas para o cultivo da soja. A ampliação do portfólio de variedades, com a introdução de tecnologias voltadas a tolerância a herbicidas e resistência a insetos, é o grande foco da Monsoy para o Paraná nas próximas safras.

Benefícios comprovados

A produtividade superior das variedades com tecnologia Roundup Ready foi comprovada em um estudo da Associação Brasileira de Sementes e Mudas (Abrasem), o qual aponta que as lavouras de soja geneticamente modificada no Brasil apresentaram, na safra 2008/09, rendimento médio 5% maior ao da soja convencional. De acordo com o relatório Agrianual 2009, da consultoria AgraFNP, custo total de produção da soja RR no Brasil é 6,2% menor que o da soja convencional.

Segundo o estudo “Impacto Global das Lavouras Geneticamente Modificadas 1996-2008”, (2010) de autoria dos economistas Graham Brookes e Peter Barfoot, da consultoria inglesa PG Economics, em 13 anos de plantio da soja tolerante a herbicida, a tecnologia foi responsável pela redução de 50,5 milhões de quilos de defensivos agrícolas nas lavouras.

O levantamento também demonstra que, com o uso da biotecnologia para soja, em 2008, o aumento da renda agrícola foi equivalente a um aumento anual e produção superior a 2,6% (por volta de 1,54 milhões de toneladas). Nacionalmente, a adoção da soja RR aumentou a renda dos produtores em US$ 592 milhões também em 2008.

Fonte: http://www.portaldoagronegocio.com.br/conteudo.php?id=51400