Manejo

Monitoramento mostra população preocupante do transmissor do greening

24/09/13
O número de insetos encontrados nos pomares de citros das regiões de Araraquara e Avaré mostra uma população alarmante do psilídeo Diaphorina citri, inseto que transmite o Huanglongbing (HLB/greening). Os dados integram a primeira avaliação das armadilhas adesivas amarelas realizada conjuntamente entre Fundecitrus e citricultores.

 

Até então, o monitoramento era feito apenas pelas propriedades participantes dos grupos de manejo regional do HLB. Em agosto, o Fundecitrus colocou à disposição destes grupos um sistema online para a captação dos dados e, em setembro, passou também a monitorar pontos estratégicos em cada uma das regiões.

Na avaliação realizada na região de Araraquara, na primeira quinzena de setembro, a média de psilídeos encontrados por armadilha foi de 0,17 insetos na somatória entre dados dos produtores e das áreas monitoradas pelo Fundecitrus. Se for levado em consideração apenas o monitoramento do Fundecitrus, o número médio de psilídeos encontrados salta para 1,56 por armadilha.

A região de Avaré apresentou uma média de 1,12 psilídeos nas armadilhas instaladas pelo Fundecitrus. A média regional, somando a avaliação dos produtores ficou em 0,1 insetos na primeira quinzena de setembro.

O Fundecitrus realiza ainda o monitoramento com o grupo regional de manejo de HLB da região de Santa Cruz do Rio Pardo, mas a avaliação das armadilhas ainda não foi concluída.

O pesquisador do Fundecitrus Fabio Luis dos Santos explica que o grande número de insetos capturados se deve à implantação de armadilhas em propriedades, quintais e pontos estratégicos escolhidos pelo Fundecitrus.

O encontro de um único inseto no pomar já é determinante para a realização do controle do psilídeo. “O produtor precisa estar atento aos insetos, especialmente nesta época do ano em que ocorrem as brotações das plantas. Quanto maior é o número de brotos novos, maior é a probabilidade do aparecimento do psilídeo”, afirma Santos.

ALERTA FITOSSANITÁRIO – Com o objetivo de monitorar a população de psilídeo, o Fundecitrus criou o sistema online Alerta Fitossanitário para auxiliar os citricultores no manejo regional do HLB. O sistema organiza as informações sobre a ocorrência do inseto e de brotações e repassa aos citricultores.

O serviço permite que os produtores identifiquem os locais e momentos críticos de incidência de psilídeo e auxilia na tomada de decisão sobre o controle do inseto.

“Logo na primeira avaliação, o monitoramento conjunto entre Fundecitrus e citricultores se mostrou extremamente importante para o controle da população do psilídeo”, avalia Santos.

Fonte: Agrolink