Manejo

Modelo de manejo integrado para cana-de-açúcar é destaque da BASF em evento em Piracicaba (SP)

Sistema AgCelence® Cana-de-Açúcar, que combina o uso do fungicida Comet® e do inseticida Regent® 800 WG® será apresentado pela Companhia
Parceria da BASF e CTC para o desenvolvimento de variedades de cana-de-açúcar geneticamente modificadas também será o tema no evento

XPress Comunicação

 

A BASF, uma das maiores fabricantes de defensivos agrícolas do País, participa do evento Cana Show 2011, realizado pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) em Piracicaba (SP). Na ocasião, será apresentado todo portfólio da empresa para o manejo de cana-de-açúcar visando maiores produtividades. Os destaques são o inseticida  Regent® 800 WG e o fungicida Comet® , que fazem parte do Sistema AgCelence® Cana-de-Açúcar .

Comet® é uma alternativa para o controle da doença conhecida como podridão do abacaxi que prejudica a germinação e desenvolvimento das mudas.  Além de controlá-la, proporciona um maior enraizamento e arranque das plantas. Já o inseticida Regent® 800 WG é recomendado para o controle de pragas, como o migdolus e cupins, com supressão à broca da cana com ganhos em rendimento industrial.

O modelo proposto pelo Sistema AgCelence® Cana-de-Açúcar, é a combinação da aplicação de Comet® e Regent® 800 WG. Os estudos de desenvolvimento que validaram este modelo de manejo foram realizados em parceria com instituições de pesquisa e universidades, entre elas, a Universidade Estadual Paulista (UNESP) de Botucatu. Os resultados apontam o Sistema como uma das mais eficientes formas de manejo disponíveis hoje ao setor sucroenergético.

“A qualidade de nossos produtos é fator preponderante para garantir a comercialização e o resultado no campo. Consideramos que a sustentabilidade do agricultor também se dá por meio de modelos de manejo que axiliem o controle fitossanitário, aliado ao aumento de produtividade, qualidade e rentabilidade das lavouras, como propõe o Sistema AgCelence® Cana-de-Açúcar”, explica o gerente de Cana e Citrus da BASF, Marcus Brites.

Além dos benefícios do Sistema AgCelence® Cana-de-Açúcar, será apresentado o Digilab. Um serviço que auxilia o produtor rural na identificação eficaz dos sintomas das principais doenças em diferentes culturas, por meio de um microscópio digital que captura a imagem, aumentando-a em até 200 vezes. É oferecida também aos usuários de Digilab uma biblioteca virtual de saúde vegetal para consulta e comparação das imagens capturadas, bem como suporte técnico de pesquisadores que fazem parte da comunidade Top Ciência, por meio de chats e fóruns de discussão.

Biotecnologia em pauta

O Diretor da BASF Plant Science para o Brasil, Luiz Carlos Louzano, é um dos convidados do evento. O executivo participará da plenária intitulada “Desenvolvendo o futuro da cana-de-açúcar a partir da biotecnologia” comandada por Sabrina Moutinho Chabregas do CTC, que será realizada na manhã do dia 06. Na pauta, os detalhes sobre o acordo de cooperação assinado pelo CTC e BASF na área de melhoramento genético e biotecnologia de cana-de-açúcar. O objetivo é oferecer aos agricultores cultivares de cana-de-açúcar que expressem  altas produtividades e sejam tolerantes à seca. “Nossa expectativa é colocar no mercado variedades de cana-de-açúcar até 25% mais produtivas já nos próximos anos. Esta iniciativa resultará num salto de produtividade sem precedentes na agricultura” afirma Louzano.

Sobre o evento:

Os desafios e soluções para o setor sucroenergético são temas do Cana Show 2011, que será realizado no dia 7 de dezembro em Piracicaba, interior paulista. O evento é uma iniciativa do Centro Tecnológico de Cana (CTC), referência mundial em pesquisa e desenvolvimento de tecnologia agroindustrial.

www.canashow.com.br

Restrição no estado do Paraná:
– Uso do Comet temporariamente restrito para a cultura da cana-de-açúcar, não podendo ser recomendado/comercializado.
Os produtos Comet e Regent 800 WG, estão devidamente registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento sob os nº 08801 e 005794, respectivamente.
– Aplique somente as doses solicitadas. Descarte corretamente as embalagens e restos de produtos.  Incluir outros métodos de controle de doenças/pragas/plantas infestantes (ex.: controle cultural, biológico, etc) dentro do programa do Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponíveis e apropriados. Para maiores informações referente as recomendações de uso do produto e ao descarte correto de embalagens, leia atentamente o rótulo, a bula e o receituário agronômico do produto.

 

Fonte:

http://www.portaldoagronegocio.com.br/conteudo.php?tit=modelo_de_manejo_integrado_para_cana-de-acucar_e_destaque_da_basf_em_evento_em_piracicaba_sp&id=66662