Notícias

Moçambique se espelha no Brasil para elaborar lei cooperativista

Brasília (13/3) – A legislação brasileira, aplicada ao cooperativismo, ainda precisa avançar em alguns aspectos, segundo a avaliação do próprio setor. Entretanto, tem servido de base para auxiliar outros países a estimular o desenvolvimento das cooperativas. Este é o caso de Moçambique, na África. A Associação Moçambicana para a Promoção do Cooperativismo Moderno (AMPCM), em 2009, conseguiu aprovar um projeto de lei inspirado na experiência brasileira.

A lei trata da amplitude do movimento cooperativista no país, inclusive categorizando o ato cooperativo. Seis anos depois, A OCB foi convidada a participar da 8ª Assembleia Geral da Associação Moçambicana para a Promoção do Cooperativismo Moderno (AMPCM). O evento ocorreu entre os dias 13 e 14, em Maputo, capital de Moçambique.

A Organização das Cooperativas Brasileiras, que ocupa atualmente a presidência da Organização Cooperativista dos Povos de Língua Portuguesa (OCPLP), representou os movimentos cooperativistas dos países de fala portuguesa no evento.

Na assembleia foram apresentados, ainda, os relatórios financeiros e administrativos do ano passado. O grupo também deliberou sobre a adesão de novos integrantes. A AMPCM foi recentemente criada e representa todo o movimento cooperativista do país africano. Embora ainda jovem, a organização ganhou notoriedade nacional ao propor ao parlamento do país a criação da Lei Geral de Cooperativas.

Fonte: OCB