Flores

Misturas práticas de adubos

As misturas de adubos são perfeitas pra quem não tem muito tempo e prática nos cuidados com as plantas.

Elas devem ser aplicadas sempre em volta das plantas, misturadas de leve com a terra na superfície e logo em seguida deve-se fazer uma rega. Você pode manter tudo já misturado num potinho e usar a cada 3 meses.

Essa primeira mistura pode ser usada para vasos com folhagens e plantas floríferas após a floração:
3 colheres (sopa) de torta de mamona ou torta de algodão
1 colher (sopa) de farinha de ossos
1 colher (sopa) de uréia
8 colheres (sopa) de húmus de minhoca

A mistura toda dá para um vaso grande, tipo esses usados para frutíferas, para um vaso médio use a metade.

Essa outra mistura é para frutíferas ou outras árvores no solo e floríferas:
3 colheres (sopa) de farinha de ossos
1 colher (sopa) de torta de mamona
1 colher (sopa) de NPK 4-14-8
8 colheres (sopa) de húmus de minhoca

Para as árvores, faça uma vala em toda a projeção da copa (como um círculo com o diâmetro da copa), coloque o adubo espalhando pela vala, feche-a e regue em seguida. Para as floríferas, use da mesma forma que eu sempre falo para outras plantas, sem encostar no caule e regando sempre após a aplicação.

As misturinhas aqui devem ser aplicadas sempre em volta do vaso, misturadas de leve com a terra na superfície e logo em seguida deve-se fazer uma rega. Você pode manter tudo já misturado num potinho e usar a cada 3 meses.

Essa primeira mistura pode ser usada para vasos com folhagens e plantas floríferas após a floração:
3 colheres (sopa) de torta de mamona ou torta de algodão
1 colher (sopa) de farinha de ossos
1 colher (sopa) de uréia
8 colheres (sopa) de húmus de minhoca

A mistura toda dá para um vaso grande, tipo esses usados para frutíferas, para um vaso médio use a metade.

Essa outra mistura é para frutíferas ou outras árvores no solo e floríferas:
3 colheres (sopa) de farinha de ossos
1 colher (sopa) de torta de mamona
1 colher (sopa) de NPK 4-14-8
8 colheres (sopa) de húmus de minhoca

Para as árvores, faça uma vala em toda a projeção da copa (como um círculo com o diâmetro da copa), coloque o adubo espalhando pela vala, feche-a e regue em seguida. Para as floríferas, use da mesma forma que eu sempre falo para outras plantas, sem encostar no caule e regando sempre após a aplicação.

 

Fonte: http://www.plantasonya.com.br/tag/adubos/page/2