Missão mexicana vai vistoriar 25 frigoríficos do Brasil com foco em carne de frango

Publicado em 28/08/2018

SÃO PAULO (Reuters) – O México enviou uma missão técnica ao Brasil que inspecionará 25 frigoríficos do país, com o objetivo de habilitar novas plantas a exportar carne de frango ao mercado mexicano, disse o Ministério da Agricultura nesta terça-feira.

Nos últimos anos, as exportações brasileiras de carne de frango para o país latino-americano têm aumentado, somando 106 milhões de dólares neste ano, até julho, ante 185 milhões de dólares no total em 2017, segundo dados da pasta.

“O México é um parceiro importante, cujo potencial de comércio ainda é muito grande. A missão mexicana é parte dos esforços bilaterais para ampliar a integração econômica entre os dois países”, disse o secretário de Relações Internacionais do ministério, Odilson Ribeiro e Silva, em comunicado.

A missão mexicana ocorre em um ano em que o Brasil, maior exportador global de carne de frango, deve observar um recuo de 2 a 3 por cento nos embarques do produto, em meio a restrições comerciais e custos mais altos de produção, segundo previsão da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

A expedição técnica, que começou na segunda-feira, deve durar até o dia 7 de setembro, passando por sete Estados brasileiros (Paraná, Rio Grande do Sul, Goiás, Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul).

(Por Isabel Marchenta)

México amplia importação de carne de frango e visita novos frigoríficos

O Brasil deverá ampliar a exportação de carne de frango e seus subprodutos para o México. Está no país uma missão de nove veterinários daquele país, para auditoria em 25 plantas frigoríficas com inspeção federal, segundo informações do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Os auditores iniciaram as inspeções na segunda-feira (27) e estenderão esse trabalho até 7 de setembro. Os veterinários percorrerão sete estados: Paraná, Rio Grande do Sul, Goiás, Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. Nesta quarta-feira (29), se reunem com integrantes da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em São Paulo.

O objetivo do grupo é habilitar novos frigoríficos para exportarem ao mercado mexicano. O comércio com aquele mercado vem crescendo. Segundo dados do sistema Agrostat do Mapa, em 2016 os importadores mexicanos compraram o equivalente a US$ 101 milhões de carne de frango. No ano, passado o volume subiu para US$ 185 milhões e, neste ano, até julho, o comércio somou US$ 106 milhões.

O secretário de Relações Internacionais do Mapa, Odilson Ribeiro e Silva, disse que “o México é um parceiro importante, cujo potencial de comércio ainda é muito grande. A missão mexicana é parte dos esforços bilaterais para ampliar a integração econômica entre os dois países”.

Fonte: Reuters/MAPA