Cadeia Produtiva

Mel falsificado é apreendido pela Agência de Defesa Agropecuária

04/03/2016

A Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) apreendeu 72,5 litros de mel falsificado, em São Miguel do Guaporé. O líquido apreendido é conhecido como “melote” e era enviado para o estado do Mato Grosso como se fosse mel.

Durante a averiguação de uma denúncia anônima, foi feito um teste, comprovando que o produto fabricado não era mel. Além das garrafas com o líquido, foram apreendidos açúcar, farinha de trigo e essências de mel e de laranja, ingredientes do “melote”.

De acordo com o relatório do fiscal da Idaron, Alessandro Gois Orrutea, além da falsificação do produto, o local não era adequado para fabricação de qualquer produto destinado ao consumo humano. O local estava sujo, tendo bitucas de cigarro e fezes de roedores, entre outros contaminantes físicos.

A coordenadora do Selo de Inspeção Estadual (SIE), Margarete Garbellini Aprígio, conta que as denúncias são importantes para que os órgãos tomem providências. “Toda denúncia recebida pela Agência Idaron é apurada e sempre respeitando a identidade do denunciante”.

Todo produto de origem animal, como o mel, deve ter um Selo de Inspeção Federal (SIF), Estadual (SIE) ou Municipal (SIM). O Selo garante que o alimento é fiscalizado e é produzido respeitando normas higiênico-sanitárias, exigidas por lei. “O consumo de alimentos não certificados aumenta o risco de infecções gastrointestinais”, conclui a coordenadora.
Os produtos apreendidos foram encaminhados à delegacia da Polícia Civil de Seringueiras, que ficou como fiel depositária e irá instaurar processo criminal.

Fonte: Agrolink