Variedades

Marília conta com a primeira produção de sementes orgânicas de milho de SP

15/04/2014

O primeiro campo de cooperação para a produção de sementes de milho orgânico no Estado de São Paulo é de Marília. O milho, da variedade AL-Avaré, foi desenvolvido pelo Departamento de Sementes, Mudas e Matrizes da Cati (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral), e está tendo uma boa resposta no sistema de cultivo orgânico. No final do ano passado, foram plantados 15 hectares no Sítio Santa Mercedes, propriedade do produtor Luiz Fernando Dall’Evedove, situada nas imediações do Distrito de Avencas.

O produtor conta com a certificação pelo IBD – Certificações, empresa certificadora brasileira de produtos orgânicos com credenciamento no Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e no mercado internacional. O trabalho vem sendo monitorado pelos engenheiros agrônomos Cláudio Hagime Funai e Eduardo Gazola do Núcleo de Produção de Mudas da Cati- Marília. “Este é o primeiro campo de semente orgânica e ainda conta com a experiência do produtor, que já tem certificação”, explicou Funai.

O agrônomo da Cati explicou que, a partir da produção de sementes orgânicas, a utilização delas passam a ser obrigatórias, como costa da IN 46 (Instrução Normativa) do Mapa. “Quando não há disponibilidade de sementes e mudas orgânicas, o uso de outros materiais existentes no mercado é autorizado. Mas, a partir da existência destas sementes, elas deve ser oriundas destes sistemas orgânicos”.

“Esta é a grande novidade: com as sementes produzidas agora, passa a existir a semente orgânica de milho da variedade AL-Avaré e os agricultores tem de utilizala. É uma norma”, informou o agrônomo da Cati. A certificação dos produtos orgânicos tem garantias de germinação e sanidade das sementes. “Isso vai elevar a qualidade das sementes, garantindo produtos melhores nas lavouras”, disse. A colheita no campo cultivado em dezembro está prevista para o final deste mês. “Vai ser uma boa produção. Apesar da seca do início do ano, tivemos chuvas na hora certa”, comemorou o agrônomo.

Fonte: Jornal da Manhã SP