Pecuária

LEITE/CEPEA: Em queda há cinco meses, preço ao produtor chega a R$ 1,00/l

01/11/2017

Outubro foi marcado pela grande expectativa quanto à precificação do leite entregue em setembro, devido aos baixos patamares nos últimos meses e à recente decisão do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) de suspender as importações uruguaias de leite em pó. No entanto, a baixa demanda por lácteos na ponta final da cadeia continuou impactando o mercado, levando à quinta queda consecutiva no preço do leite recebido pelo produtor. De acordo com pesquisas do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), na “média Brasil” líquida (que inclui os estados de BA, GO, MG, SP, PR, SC, RS e não considera frete nem impostos), o recuo foi de 8 centavos/litro (ou de 7,3%) frente ao mês anterior, chegando a R$ 1,005/litro.

Por outro lado, o Índice de Captação de Leite (ICAP-L) do Cepea continuou em elevação. Na “média Brasil”, de agosto para setembro, a captação das indústrias subiu 4,19% – menor elevação registrada desde junho, quando o índice iniciou o movimento de alta. Nos estados do Sul do País, a captação continuou crescente, porém, em menor intensidade frente aos meses anteriores. No Paraná, o ICAP-L aumentou 7%, e no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, 4,8% e 4,6%, respectivamente. Além disso, em Minas Gerais e em Goiás, a safra ainda não ganhou força devido aos baixos volumes de chuvas, levando ao avanço na produção de apenas 3,1% e 2,85%, nesta ordem.

Fonte: CEPEA / ESALQ