Variedades

Laranja Valencia

Nome Científico: Citrus Sinensis

Nome Família: Rutaceae

Origem: Ásia

Características Intrínsecas:
Originária da Ásia, mais especificamente da Indochina e do sul da China, a laranja é uma das frutas mais consumidas em todo o mundo. O seu nome vem do sânscrito “naaranga” ou “nagaaruka”, transformado depois para “narrang” na Pérsia e para “naranja” na Arábia. Na Europa, as frutas cítricas – clementinas, laranjas, limas, limões, tangerinas e toranjas – foram introduzidas bem mais tarde pelos árabes, quando do domínio na Península Ibérica. Os primeiros registos escritos do seu uso na Europa são do século XV. Das variedades existentes (Navel Late, Newhall, Navelina, Lane Late, Valencia Late), consideremos algumas características importantes. Em relação à forma pode ir de oval a redonda e pesar entre 140 a 300 gr. A casca pode ser lisa ou rugosa, de cor laranja intenso a amarelo alaranjado. A polpa pode ser muito doce ou ácida, sumarenta ou com pouco sumo, de cor laranja intenso e muito saborosa, dividindo-se em gomos (cerca de 11). A laranja pode ainda ter algumas sementes ou quase nenhumas. Grupo Navel ou de “Umbigo” (Laranja de Mesa ) e Grupo Brancas ou Valências (Laranja de Sumo).

100 gr de laranja fornecessem 45 Kcal.

Além da vitamina C e ácido fólico, a laranja possui sais minerais como cálcio, fósforo, sódio e potássio, que a tornam uma boa fruta para o consumo nos dias quentes pois, além de refrescante, repõe energias. Contém ainda fibras (pectina, encontrada na película branca que envolve os gomos). A laranja torna o organismo mais resistente às infecções, dá vitalidade às gengivas e conserva a juventude, entre outras funções. Possui também propriedades cicatrizantes, auxilia o organismo a absorver o ferro de outros alimentos, a combater o stress e alergias, a diminuir as taxas de colesterol e o risco de alguns tipos de cancro.

Conservação:
Aconselha-se escolher uma laranja de cor viva, sem sinais de podridão ou bolor. Os exemplares mais pesados são os que têm mais sumo. Quando a casca está murcha, normalmente a fruta não é de boa qualidade. Na hora da compra, aconselhe-o a pressionar a laranja, levemente com os dedos, se estiver firme, está em bom estado para ser consumida. Há que ter em conta, um aspecto muito importante, a vitamina C começa a desaparecer, quando a polpa entra em contacto com o ar, assim sendo é aconselhável descascá-la apenas aquando do seu consumo. Pelo mesmo motivo, o seu sumo deve ser feito na hora, pois perderá todos os nutrientes e vitaminas que lhe são característicos. Conservar a laranja em lugar fresco e arejado, de preferência no frigorífico, não mais de uma semana.

Utilização culinária:
Sob a forma “cristalizada”, em passa, ao natural, ou em combinação com outras frutas, a laranja é largamente usada no preparo de sumos naturais, bolos, tortas, gelados, saladas de fruta, geléias, compotas e doces. De notar que quando aquecida, perde a vitamina C, por esse motivo, as receitas à base de laranja, não podem ser consideradas fonte dessa vitamina.

Fonte:  http://www.clubeprodutores.sonae.pt/html/fichas_frutas/ff_15_laranja_valencia.html