Variedades

Laranja é destaque em vendas na Ceapi (PI)

05/12
Ela está no topo do ranking de comercialização, com 28.912,9 toneladas somente no ano de 2013

Suco, bolo, sobremesas, chá, entre outras infinidades de receitas podem ser feitas com a laranja. Mas a utilidade desta fruta vai muito além da gastronomia, ela também gera benefícios para a saúde. A laranja é uma das frutas mais consumidas pelos brasileiros, inclusive pelos piauienses, tanto que na Central de Abastecimento do Piauí (Ceapi) ela está no topo do ranking, ficando em segundo lugar na comercialização, com 28.912,9 toneladas somente no ano de 2013.

A laranja comercializada na Ceapi e também nos grandes supermercados de Teresina não é proveniente do Piauí, é o que afirma o gerente de Mercado da Ceapi, Tarcísio de Melo. De acordo com ele, em 2013, Sergipe liderou com 43,3% o envio do fruto para o Estado, por meio dos municípios de Boquim, Cristinápolis, Umbaúba e Tomar do Geru.

Em segundo lugar na oferta do produto está São Paulo, com 29,9% do total fornecido no mercado local, por meio dos municípios de Araraquara, Monte Azul Paulista, Lucianópolis, Vista Alegre do Alto, Cajuru, Aguai, Monte Alegre do Alto, Agudos e Bauru. Ainda de acordo com Tarcísio, o estado da Bahia também envia laranja para o Piauí por meio dos municípios de Rio Real, Ibicoara, Mucuge, Juazeiro da Bahia e Inhambupe.

Além da famosa vitamina C, a laranja também oferece ácido fólico, cálcio, potássio, magnésio, fósforo e ferro. Contém fibras, pectina (fibra solúvel que ajuda a controlar o nível de colesterol no sangue) e flavonóides, ações anti-inflamatória, hormonais, anti-hemorrágias, antialérgicas e até mesmo para evitar o aparecimento do câncer. Todas essas substâncias aumentam o valor nutritivo da laranja.

É no bagaço da laranja que é encontrada a maior parte das fibras. Além disso, na parte branca encontra-se a pectina. Na boca ela insere-se nos sulcos gengivais e previne contra a cárie dentária. No estômago, ela aumenta o volume do alimento, causando sensação de saciedade. No intestino grosso, a pectina é fermentada e produz uma substância que previne contra câncer do intestino grosso. O bagaço da laranja também estimula o funcionamento do intestino, ótimo para aqueles com intestino preso.

Quatro tipos de laranja são encontradas no mercado da central piauiense, entre elas: a laranja baía, a laranja da terra, laranja lima e laranja pêra. A laranja baía também é chamada de laranja de umbigo, devido a sua saliência na parte inferior. Seu sabor é um pouco ácido, por isso seu suco pode ser misturado ao de outros tipos de laranjas. É a laranja com maior quantidade de vitamina C que existe. Já a laranja da terra também é conhecida como laranja cavala, e laranja azeda. Possui um sabor ácido e é indicada para preparação de doces. A laranja lima é a menos ácida, sendo indicada para bebês ou para quem tem problemas no estômago. E a laranja pêra, uma das laranjas mais populares do Brasil. Ela tem sabor adocicado e é excelente para sucos, ao natural ou ainda no preparo de doces.

Fonte: CapitalTeresina