Curiosidades

Jovens traçam metas para maior participação junto aos Sindicatos Rurais

05/12/14 – 15:30
O segundo e último dia do 1º Encontro de Empreendedores Jovens Rurais, Agrojovem 2014 foi marcado por determinação e estabelecimento de metas. No total, os mais de 250 jovens que se reuniram em Anápolis listaram quais serão os próximos passos para garantir maior participação à frente dos Sindicatos Rurais e de instituições municipais e estaduais com representatividade social e política. Entre os objetivos, garantir a sucessão familiar no campo e aproximar as famílias com a ideia de um trabalho conjunto que alia a experiência dos pais ao conhecimento técnico dos filhos.

O evento, realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) Goiás e pelo Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) Goiás, contou com o apoio da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (FAEG), da Associação de Jovens Empreendedores e Empresários de Goiás (AJE) e da Confederação Nacional de Jovens Empreendedores (Conaje). O local escolhido para receber os convidados foi a Estância Park Hotel, em Anápolis.

Na ocasião, Cybelle Bretas, presidente da Associação de Jovens Empreendedores e Empresários de Goiás (Aje Goiás) foi a primeira palestrante e aproveitou a oportunidade para contar um pouco da trajetória da associação que completa sete anos de existência. Além disso, recordou os passos necessários para a criação do Programa Minha Primeira Empresa que se tornou exemplo no país. E completou se disponibilizando para futuras parcerias com os presentes.

Cybelle se emocionou ao contar o início do Minha Primeira Empresa que atua na capacitação, acesso ao crédito e acompanhamento de quem abre o primeiro empreendimento. “Nós fizemos um projeto e antes das eleições convidamos todos os candidatos ao governo para mostrar nossa ideia. Eles assinaram o compromisso conosco e, assim que o Marconi foi eleito encaminhamos outro ofício. Em 2013 o projeto foi aprovado na Assembleia Legislativa e foram liberados R$ 2,200 milhões para auxiliarmos quatro mil empreendedores no primeiro ano de gestão”, completou.

O jovem como protagonista

Para falar do Jovem como protagonista do Brasil futuro, o consultor do SENAR, FAEG e Sebrae Goiás Arthur Toledo (foto acima) ministrou palestra e também se emocionou. Como de costume, Arhtur falou da importância das qualidades humanas no trabalho e em como a generosidade pode ser um diferencial para qualquer profissional. O consultor também ressaltou a importância de trabalhar em coletividade e em como cooperativas, por exemplo, podem fortalecer o produtor junto ao mercado. “A vida solitária nos marca como ser, mas a vida coletiva é que nos move. Precisamos do outro e podemos ser mais fortes juntos. Aqui vocês não vão receber um manual, vamos pensar juntos em como construir um município melhor e, juntos, vamos tornar este sonho real”, completou.

Para Arthur, também é preciso perceber a diferença entre um empresário e um empreendedor para, em seguida, conseguir sucesso. “O empresário sustenta o método enquanto o empreendedor se assume aos riscos. Precisamos de gente corajosa que tenha capacidade gerencial”, acrescenta.

“Certo dia eu dava uma palestra e uma jovem me disse que o pai não deixava ela ajuda-lo com os custos de produção e que tirava apenas 8 litros/dia. O pai se levantou e me disse que, enquanto ele gastava 5 e produzia oito, o vizinho de propriedade tirava 20 e gastava 18. A filha ficou espantada com o fato de o pai saber fazer os custos de produção. Foi aí que ele me disse que não tirava mais leite porque não queria, já tinha criado todos os filhos e não queria ter empregados na fazenda. Às vezes as vacas para nós são só números, para eles são filhas, têm nomes. Precisamos ser técnicos sem perder a sensibilidade”, finalizou.

Colocando a teoria em prática

O evento se encerrou com a divisão dos presentes em grupos. A finalidade era listar as principais ações que os jovens podem tomar no retorno ao próprio município com o intuito de multiplicar o conhecimento. Entre os principais pontos estão: a criação de comissões jovens nos Sindicatos Rurais, extensões da Aje no interior, criação de grupo de apoio nas redes sociais, realização de palestras e seminários fortalecimentos de representantes políticos do setor além de aproximação com entidades sociais e políticas.

“Acho muito importante que a FAEG e o SENAR Goiás fortaleçam as parcerias com as instituições de ensino. Sou aluna da Universidade Federal de Goiás (UFG) e sei que muitos alunos não têm dimensão do quanto nós podemos nos ajudar”, afirmou Nara Barbosa (foto acima). Vice-prefeita do município de Bela Vista e integrante da Diretoria da Aje Goiás, Nárcia Kelly (PR) também participou do evento e ressaltou a importância de englobar as famílias na atuação dos Sindicatos para que juntos, consigam pensar em sucessão familiar.