Máquinas e Implementos Agrícolas

John Deere Florestal comemora 20 anos no Brasil

28/11/2016

Com um portfólio completo de soluções para manejos de florestas plantadas, companhia é líder mundial do segmento

A John Deere Florestal completa duas décadas de atuação no mercado brasileiro e celebra sua parceria de sucesso com os clientes. A companhia, que tem a inovação e alta tecnologia em seu DNA, é a única empresa a oferecer equipamentos e soluções completas para todas as etapas e atividades da operação de colheita florestal.

“Temos uma sólida estratégia de longo prazo para o Brasil, com confiança no desenvolvimento socioeconômico do País. Tudo isso passa pela valorização do setor florestal, que gera uma robusta movimentação econômica e ainda preserva e respeita o meio ambiente, ou seja, um segmento importante para a sociedade”, diz Roberto Marques, diretor de Vendas da John Deere Construção e Florestal.

O executivo explica que o segmento possui ainda um franco potencial de crescimento, com possibilidade de aumento de área, passando dos atuais 7,7 milhões de hectares plantados para 9 milhões de hectares até 2020.

“O Brasil é um mercado estratégico para o segmento florestal, que hoje agrega possibilidades de desenvolvimento em ramos diversos, que compreendem o plantio de árvores para a produção de celulose, papel, painéis industrializados, carvão vegetal e madeira serrada, oriundos exclusivamente de florestas plantadas”, ressalta o executivo.

Em 1999 a John Deere adquiriu a norte americana Timberjack (empresa criada em 1940) e somou a experiência e liderança no segmento da Timberjack com a expertise de inovação e alta tecnologia da marca John Deere.

Ao celebrar 20 anos no Brasil, a empresa aborda o futuro com otimismo. “A expectativa é que, nos próximos anos, a gente consiga aumentar ainda mais a tecnologia embarcada, para que haja mais automação no processo, de forma que o usuário possa acompanhar em tempo real onde a máquina está, o quanto está produzindo e sua necessidade de manutenção, tal como o comando de um carro de alta performance, como vemos hoje na Fórmula 1”, cita Thiago Cibim, gerente Geral de Operações da divisão Florestal da John Deere.

Geografia estratégica

O Brasil possui as condições necessárias para o desenvolvimento da atividade, como solo em abundância, condições climáticas favoráveis, tecnologia para a silvicultura e sustentabilidade, resultando em e ciclos de curta rotação – além de um Código Florestal atualizado.

“Para cada etapa do processo de colheita florestal, a John Deere fornece soluções baseadas na proposta de valor de produtividade, disponibilidade e baixos custos operacionais”, explica Cibim.

Com uma linha revolucionária, a companhia lançou em 2015 uma série de Feller Bunchers e Harversters de Esteira – chamada de Série M – e uma nova linha de Skidders e Feller Buncher de Pneus, da Série L. As novas séries redefinem os significados de disponibilidade, produtividade e baixos custos operacionais diários.

Dentro do portfólio, a John Deere oferece equipamentos para os sistemas de colheita Full-Tree (árvore inteira) e Cut-to-length (corte no tamanho), além de escavadeiras hidráulicas para as operações de corte, processamento, traçamento e carregamento de madeira, bem como cabeçotes processadores e soluções para picagem de campo.

Aumento de produtividade

O Brasil é estratégico em diversos setores produtivos e de infraestrutura, como na agricultura, no setor de construção e também no segmento florestal. Por isso a John Deere investe continuamente no País nestes três segmentos, contribuindo para a produção de alimentos e também para o avanço da infraestrutura e no desenvolvimento de fontes de energia.

Com um investimento médio diário de US$ 4 milhões em todo o mundo para pesquisa e desenvolvimento, a John Deere oferece para seus clientes o que há de mais moderno e de alta tecnologia, produtos de alta qualidade e eficácia, pacotes de serviços diferenciados e pós-vendas de excelência.

E para elevar a eficiência das máquinas e operações florestais, a companhia possui ainda o John Deere ForestSight, tecnologia que ajuda a otimizar as máquinas, aumentar o tempo de atividade e a dinâmica de trabalho, e que conta ainda com todo o suporte do distribuidor para que o silvicultor possa superar todos os desafios.

O ForestSight integra os dados da máquina, prognósticos e ferramentas de diagnóstico com o suporte do distribuidor e disponibilidade de peças para maximizar o tempo de funcionamento do equipamento. Diferentes pacotes integrados de solução de peças e serviços atendem às necessidades únicas das suas aplicações específicas.

Fonte: Agrolink