Máquinas e Implementos Agrícolas

Irrigação traz estabilidade e maior qualidade à produção

13/08/2015

A irregularidade de chuvas e as estiagens constantes trazem queda da produtividade e até prejuízos. Uma alternativa para reverter esse quadro é a irrigação, que oferece diversos benefícios. Dentre eles, destacam-se o planejamento de uso da área, pois, independe de chuva, a estabilidade de produção, a segurança do capital investido na produção, minimizando o risco de veranico em períodos sensíveis, a qualidade da produção, proporcionada pelo ciclo mais homogêneo, a exploração de uma maior gama de janela produtiva, permitindo a introdução de outras culturas com foco em rentabilidade ou rotação de cultura, e ainda aumento na produtividade, diante da possibilidade de adotar melhores índices de tecnologia na produção sem a limitação do insumo água.

Por isso, no próximo dia 26 de agosto, a partir das 14h, na Fazenda Marialva, em Naviraí, a Copasul em parceria com a Valley, realiza o evento “Meu Primeiro Pivot”, com o objetivo de trazer informações para produtores que desejam ingressar na irrigação. O evento vai trazer cinco mini-palestras sobre o funcionamento, projeto e benefícios da irrigação.

Segundo o estudo “Análise Territorial para o Desenvolvimento da Agricultura Irrigada”, elaborado pelo Ministério da Integração Nacional em parceria com a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) e o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) o Brasil tem potencial para expandir as terras irrigadas em até 61 milhões de hectares – o equivalente a 10 vezes o tamanho atual. O maior potencial de expansão está na região Centro-Oeste, sendo que, o Mato Grosso do Sul tem um potencial para irrigar aproximadamente 4,5 milhões de hectares.  A irrigação possibilita diversificar as culturas e a produção de alimentos.

Os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia e Goiás concentram 68% da área irrigada no Brasil, que atualmente é cerca de 6 milhões de hectares no total, segundo estimativas da Agência Nacional de Águas (ANA).

Essa prática já traz resultados a produtores de Naviraí, que tem como precursores dois produtores rurais muito preocupados com a segurança na produção agrícola, que pode ser comprometida com os frequentes veranicos que vem sendo observados nos últimos anos. Isso acontece principalmente no período de enchimento de grãos, entre os meses de dezembro e janeiro. Estes produtores são cooperados da Copasul e estão na atividade há cerca de dois anos, Sukesada Takehara, da Fazenda Miyazaki e Nelson Antonini, da Fazenda Marialva e Entre Rios. Sukesada Takehara está atualmente com cerca de 400 ha irrigados e Nelson Antonini, com 300 ha irrigados.

“Acredito que devido aos fatores favoráveis, a irrigação em Naviraí deve se expandir. Aqui enfrentamos o problema do veranico e a irrigação nos traz uma segurança necessária que oferece mais sustentabilidade para o nosso negócio. Em setembro completo dois anos na irrigação e já estarei colhendo a sexta safra. A irrigação oferece ao produtor condições de planejamento necessárias para administrar melhor a nossa propriedade”, comentou o produtor Nelson Antonini.

Diante dos bons resultados obtidos, outros produtores estão motivados a adotar essa tecnologia, em especial aqueles cujas propriedades fazem parte da bacia dos Rios Ivinhema e Amambai. O Mato Grosso do Sul, em especial a região sudeste e sul do Estado possui enorme potencial para irrigação, com uma bacia hidrográfica bem distribuída e rica em água, topografia favorável e fertilidade.

A agricultura irrigada traz diversas vantagens que vão além da financeira, a questão ambiental também é beneficiada, pois reduz a pressão pelo desmatamento de novas áreas, devido ao aumento da produtividade, além de propiciar uma produção agrícola com maior qualidade e maior valor agregado, reduzindo os riscos de perda de safra pela seca, além de potencializar a geração de empregos estáveis e renda para a população rural.

Confira a programação:

14h – Abertura
João Rebequi – Diretor-Presidente da Valmont indústria e Comercio Ltda
Gervasio Kamitani – Superintendente – Copasul
14h30 – Vinicius Melo – Supervisor Regional – Valmont Industria e Comercio Ltda. – Equipamentos de Irrigação Pivot Central
15h00 – Flavio Barreto – Coordenador Comercial – Banco de Lage Landen – Linhas de Credito para Irrigação
15h30 – Faos Pereira Lopes – Gerente Regional Centro-Oeste – Irriger – Manejo de água na irrigação
16h – Tamiris Azoia – Gerencia de Recursos Hídricos – Imasul – Outorga de uso de água para irrigação
16h30 – Cláudio Furukawa – Gerente Unidade Irrigação – Copasul – Projeto de Irrigação Pivot Central

Fonte: Agrolink