variedades

Instituto em SP lança novas variedades de cana-de-açúcar

Agência Estado

Publicação: 10/09/2010 16:40

Ribeirão Preto – O Instituto Agronômico (IAC), da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo, lança, na próxima terça-feira (14/09), às 15 horas, três novas variedades de cana-de-açúcar e inaugura a ampliação do Centro de Cana, em Ribeirão Preto (SP). Serão inaugurados o laboratório de biotecnologia, que amplia a capacidade de pesquisa e a formação de recursos humanos da unidade, bem como a e a primeira câmara de fotoperíodo do Brasil para estudos de hibridação e reprodução da planta.

Avaliadas em oito estados produtores de cana do País – entre os tradicionais como São Paulo e novas fronteiras, como Maranhão – as variedades IACSP95-5094, IACSP96-2042 e IACSP96-3060 apresentam vantagens na produção de biomassa em relação à maioria dos materiais em uso, de acordo com o pesquisador e diretor do Centro de Cana do IAC, Marcos Landell. “Entre produtividade de biomassa e teor de sacarose as novas variedades produzem 10% a mais que as usadas na primeira metade desta década”, informou.

Segundo ele, o ganho pode chegar aos 30% se os produtores explorarem o potencial desses materiais, associando-os aos ambientes de produção adequados. As três variedades têm ainda perfil para atender também aos critérios agroambientais e à demanda atual da agroindústria, como o plantio mecânico e a colheita mecânica crua, dispensando a queima.

Além das variedades, o IAC apresentará a primeira câmara de fotoperíodo automatizada do Brasil. O equipamento permite, por exemplo, reproduzir em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, todas as condições climáticas da Bahia, onde a maioria das pesquisas com cana é feita no País. O equipamento permite manter as plantas em temperaturas que não extrapolem o intervalo de 18 a 31 graus Celsius, condição ideal para o florescimento da cana-de-açúcar.

A partir das flores, extrai-se o pólen utilizado no cruzamento de materiais destinados à obtenção de variedades superiores às já existentes no mercado. Ao contrário da Bahia, onde há dias e noites quentes, em Ribeirão Preto, no Centro de Cana do IAC, os dias são quentes, mas as noites frias, condições que esterilizam o grão de pólen. Com a nova tecnologia, será viável fazer ainda cruzamentos de variedades que florescem em épocas diferentes do ano. Além do cruzamento, outros benefícios são a viabilização do estudo da fisiologia e a pesquisa sobre nutrição mineral relacionada à floração da cana-de-açúcar.

Fonte: http://www.uai.com.br/htmls/app/noticia173/2010/09/10/noticia_tecnologia,i=179176/INSTITUTO+EM+SP+LANCA+NOVAS+VARIEDADES+DE+CANA+DE+ACUCAR.shtml