Produtivo

Índices de crescimento da mamoneira sob efeito salino no início da fase vegetativa

A mamoneira (Ricinus communis L.), por apresentar capacidade de produzir satisfatoriamente sob condições de baixa precipitação é uma alternativa de grande importância para o semi-árido brasileiro, objetivando-se estudar em casa de vegetação os efeitos da combinação de cinco concentrações (C) de sais com condutividade elétrica da água de irrigação (CEa) na seguinte ordem: 0,7, 1,7, 2,7, 3,7 e 4,7 dS m -1,a 25°C e cinco proporções equivalentes de Na: Ca (9,5:0,5; 7,5:2,5; 5,0:5,0; 2,5:7,5 e 0,5:9,5), sobre os índices de crescimento inicial da mamoneira, variedade BRS-149 Nordestina, conduziu-se um experimento em blocos ao acaso com três repetições, analisado em esquema fatorial 5x 5. Os índices de crescimento avaliados foram altura de planta, número de folhas, diâmetro de caule e fitomassa da parte aérea. Somente a fitomassa da parte aérea foi afetada pelos tratamentos estudados, sendo o efeito isolado dos “teores salinos”, sem, entretanto, haver variação significativa das “proporções de sais” e da interação NxP. Ocorreu decréscimo de matéria seca da parte aérea de aproximadamente 6% por aumento unitário da CEa. Águas de irrigação constituídas dos sais NaCl e CaCl2 nas respectivas proporções usadas neste trabalho não promoveram redução significativa no crescimento da mamoneira.

Fonte: biodieselbr.com