Pecuária

Ideas for Milk já totaliza 100 inscritos no Brasil todo; inscrições vão até o dia 12/10

03/10/2016

O evento tem o intuito de estimular a inovação e o empreendedorismo voltados ao agronegócio do leite

Já pensou em ter uma startup que contribua para o agronegócio do leite no Brasil? Essa é um dos objetivos do concurso “Ideas for Milk”, lançado pela Embrapa Gado de Leite, em parceria com as empresas AgriPoint, Carrusca Innovation, Litteris Consulting e Qrânio. O objetivo do projeto é vincular a iniciativa privada à pública.

As inscrições para o concurso “Ideas For Milk” serão on-line, do dia 1º de agosto a 12 de outubro. Serão selecionados até 40 projetos para seguirem para a 2ª fase, que contará com oito finais locais, nas universidades parceiras. O anúncio dos 40 selecionados na primeira etapa ocorrerá durante o jantar do Dairy Vision 2016, em Curitiba/PR, nos dias 03 e 04 de novembro. Apenas um ganhador de cada final local seguirá para a nacional.

O evento tem o intuito de estimular a inovação e o empreendedorismo voltados ao agronegócio do leite. Os benefícios para os ganhadores vão desde a participação e o aprendizado em um processo que envolve a formulação de uma ideia com potencial de mercado até a chance real de alavancar um negócio lucrativo.

De acordo com Paulo Martins, chefe-geral da Embrapa Gado de Leite, a ideia do “Ideas for Milk” surgiu da percepção de que é fundamental o setor lácteo migrar para este universo novo, o mundo digital, também chamado de quarta revolução industrial. “Tudo que é importante tem que caber em um smartphone e, sob este aspecto, estamos atrasados. Precisamos de soluções tecnológicas para o leite que garantam aos produtores e empresários a tomada de decisões de maneira rápida, segura e que capture valor para quem se dedica ao leite. A Embrapa tem soluções muito interessantes, mas está muito pouco neste ambiente do mundo digital. Então, fomos procurar parceiros para esta caminhada”, completou.

Segundo ele, não há limites estabelecidos sobre os temas relacionados à cadeia láctea que poderão participar do desafio. “Os assuntos vão desde aqueles relacionados a insumos, passando pela produção de leite, transporte, processamento e distribuição de produtos lácteos. Vale questões relacionadas ao manejo do rebanho, gestão da propriedade, resíduos, aplicação de tecnologias, enfim, estamos em busca de criatividade”.

Fonte: MilkPoint