Soja

Há estabilidade na oferta de grãos e estoques mundiais são grandes

27/02/2017

O Secretário de Política Agrícola do Mapa, Neri Geller, participou do  Agricultural Outlook Forum, nos Estados Unidos, onde foram discutidas as perspectivas para a safra 2017/18, cujo plantio começa em abril, naquele país. As estimativas mostram que a área de plantio de milho deve ter redução de 4% e, a de soja, aumento de 5%. Há estabilidade na oferta de grãos e os estoques mundiais estão muito grandes. “Vimos que há excesso de milho e de trigo no mundo”, observou o secretário.

Geller esteve com o subsecretário de Política Agrícola do USDA, o Departamento de Agricultura norte-americano, Jason Hafemeister, com quem tratou de seguro agrícola, etanol e comércio de trigo. “O seguro nos EUA é bastante amplo e vale também para o setor animal. Mais de 90% dos produtores têm cobertura do seguro”, relatou Geller. Os Estados Unidos gastam cerca de R$ 20 bilhões por ano com o seguro rural. “ O produtor norte-americano sabe que cada vez mais ele precisa estar amparado com o seguro”, afirmou.

Os produtores norte-americanos têm de 55% a 80% de subsídio no seguro, dependendo do porte de cada um, das culturas e da área cultivada. No caso do etanol não há perspectiva de expansão expressiva nos próximos anos. Já no caso do trigo, há interesse dos EUA na criação de uma cota para o mercado brasileiro. Mas essa possibilidade foi descartada, de acordo com Geller, porque os preços do trigo estão muito baixos e há preocupação com o produtor local.

Geller reuniu-se ainda o embaixador do Brasil no país, Sérgio Amaral, e o Labex, o Laboratório Virtual da Embrapa, onde foi discutido o futuro da pesquisa agrícola e a cooperação com o USDA. Geller foi recebido  pelo coordenador do Labex, Geraldo Martha Júnior, acompanhado do adido agrícola do Brasil nos EUA, Luiz Cláudio Caruzo.

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento