Milho

Governo de Alagoas quer aumentar produção de milho no Agreste

17/04/15
Especialistas da Secretaria de Estado da Agricultura, Pesca e Aquicultura (Seapa), Emater e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Tabuleiros Costeiros realizaram, nesta quinta-feira (16.04), em Arapiraca, o segundo dia de atividades do curso de capacitação para técnicos, engenheiros agrônomos e representantes de cooperativas e sindicatos de produtores rurais para apoiar e incenticar a produção de milho no Agreste e no Sertão de Alagoas.

O treinamento começou pela manhã, na sede da Federação das Associações de Moradores de Arapiraca (Facomar), no bairro Santa Edwiges, nas proximidades do Centro Administrativo Municipal de Arapiraca.

O curso se estendeu até o período da tarde, com quatro palestras ministradas por pesquisadores da Embrapa Tabuleiros Costeiros, com sede em Sergipe.

Os especialistas apresentaram os mais recentes avanços tecnológicos e as variedades mais adequadas para o plantio no Agreste e Sertão de Alagoas. O treinamento foi realizado com a participação dos engenheiros agrônomos Israel Alexandre e Hélio Wilson, que repassaram informações importantes acerca do sistema de produção de milho, as variedades de grãos mais indicadas para a região.

Já os biólogos da Embrapa Elio Guzzo e Aldamário Negrizolli Júnior orientaram os técnicos agrícolas e representantes de sindicatos de produtores rurais sobre a qualidade das sementes, o manejo, clima e o combate às pragas para o efetivo aumento da produtividade.

Os pesquisadores aproveitaram o momento para entregar ao público um material com as mais recentes descobertas científicas acerca das melhores técnicas para aumentar a produção do milho.

Os agricultores dos municípios do Agreste e Sertão de Alagoas utilizam a técnica de produção em sequeiro, sem o auxílio da irrigação. Somente os grandes produtores usam esse sistema, que ainda é muito caro para os pequenos camponeses agrestinos.

Durante o treinamento foi apresentado um dado interessante. A média de produção de milho na região é de 600 quilos de grãos por hectare. Em municípios do Sul e Centro-Oeste, com a utilização de tecnologia e variedades que se adaptam ao clima local, a média é muito superior, superando 6 mil quilos por hectare.

O técnico agrícola Rodrigo Moreira, da Secretaria de Agricultura de Arapiraca, destacou a importância do treinamento, com o repasse de informações atualizadas das mais recentes pesquisas realizadas pela Embrapa com apoio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pesca e Aquicultura.

“Nossa região tem condições de aumentar a produção de milho. Com pesquisas e apoio técnico será possível ampliarmos consideravelmente a safra do grão no município de Arapiraca e cidades vizinhas”, acrescentou Rodrigo Moreira.

A programação do treinamento com pesquisadores da Embrapa foi encerrada nesta sexta-feira (17.04), com um dia de campo sobre o plantio mecanizado, na fazenda Santo Antonio, no município de São Miguel dos Campos.