biblioteca

Governo cria agência para assistência técnica e extensão rural

Anater deverá garantir que produtores aumentem a produtividade e renda por meio do acesso em todas as etapas da atividadade

por Agência Brasil
A presidente Dilma Rousseff assinou nesta quinta-feira (6/6) o projeto de lei que cria a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater). O objetivo, segundo o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, é garantir que produtores rurais aumentem a produtividade e renda por meio do acesso à assistência técnica e extensão rural em todas as etapas da atividade. O documento foi assinado durante lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar, no Palácio do Planalto, e será encaminhado ao Congresso.

 

Ao discursar durante a solenidade, o ministro Pepe Vargas destacou que a criação da agência representa um importante marco para o setor. “É um novo marco para a agricultura brasileira, que vai permitir levar mais conhecimento e tecnologia aos agricultores brasileiros e consequentemente ajudá-los a produzir mais alimentos, fortalecendo a vocação do Brasil como grande produtor, como país que constrói sua soberania alimentar e tem todas as condições de dar contribuição para o fornecimento de alimentos ao conjunto do planeta”, disse.

Pepe Vargas enfatizou que, para garantir a aproximação da pesquisa agropecuária à extensão rural e à transferência de tecnologia aos agricultores, a Anater atuará em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Segundo o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade, o setor sentia falta de um órgão capaz de fazer a ponte entre as duas áreas. “Sentíamos muita falta de uma agência que ligasse a assistência técnica às pesquisas desenvolvidas pela Embrapa. Vai ajudar muito a agricultura tanto empresarial quanto familiar”, destacou.