Girassol é a melhor alternativa para cultivo durante a seca

28/05/2018

Um estudo realizado pela Associação Argentina de Girassol (ASAGIR) apontou o girassol como melhor alternativa para o cultivo durante épocas de seca. A pesquisa foi comparativa e mostrou a cultura é vantajosa nas questões de produtividade e superfície perdida em relação a outros produtos colhidos no mesmo período.

A Argentina passou por grandes estiagens nos últimos tempos, o que levou os seus institutos de pesquisa a se aprofundarem nos estudos para adaptar a agricultura a esses períodos de instabilidade. De acordo com o relatório de Jorge Ingaramo, assessor econômico ASAGIR, o girassol se mostrou mais resistente do que oleaginosas como a soja, por exemplo, quando expostos a uma situação de estiagem.

Ingaramo afirma que de 2015 a 2017 a média de perda de girassol em virtude da seca foi de 4,3%, enquanto a sofrida pela soja chegou a 6,3% do que é semeado. Dados da Bolsa de Grãos de Buenos Aires acompanham esse raciocínio, na última safra a perda do girassol foi de 3,4%, menos do que os 4,5% registrados na colheita da soja.

Outra pesquisa realizada pelo Consórcio Regional de Experimentação Agrícola da Argentina (CREA) na primeira quinzena de março, também corrobora com esses resultados, mostrando que o girassol tem maior nível de resistência.  Esse estudo indicou que essa cultivar teve uma queda menor se comparado com os outros grãos, com apenas 34,8% da área afetada, atrás do milho (54,2%) e soja (58%). A pesquisa foi realizada por 1300 membros do CREA e teve objetivo de estabelecer uma tabela sobre os principais impactos das intemperes climáticas no desenvolvimento de diferentes variedades de plantio.

Fonte: Agrolink