Produtivo

Germinação e vigor de sementes de milho recobertas e viabilidade do inóculo durante o armazenamento

Conduziu-se este trabalho com o objetivo de avaliar a qualidade fisiológica das sementes recobertas com diferentes misturas e armazenadas, assim como a sobrevivência das células bacterianas no recobrimento destas. Utilizou-se neste estudo a estirpe H. seropedicae Z67 BR 11175. O recobrimento das sementes de milho ‘UENF 506-8’ foi realizado com a mistura de calcário, meio de cultura semi-sólido, água e cimentante. As sementes foram acondicionadas durante três meses, em sacos de papel multifoliado e armazenadas em duas condições: ambiente de laboratório (temperatura média de 26,2 ºC e UR média de 61,5%) e câmara BOD. A cada 30 dias de armazenamento, foram efetuadas determinações do teor de água, contagem de bactérias e avaliações da qualidade fisiológica das sementes. O recobrimento das sementes não altera a perda natural da qualidade  fisiológica das sementes durante o armazenamento. Dentre as condições de armazenamento estudadas, a mais adequada para a manutenção das sementes foi a temperatura média de 26,4 ºC e UR média de 61,5 %. As células bacterianas foram observadas nas raízes das plântulas oriundas de sementes revestidas com bactéria, armazenadas por até 60 dias independente da condição de armazenamento.

Veja o artigo na integra clicando aqui.

Autores: Patrícia Marluci da Conceição, Henrique Duarte Vieira, Roberto Ferreira da Silva, Silvia de Carvalho Campos

Ciências Agrotécnicas de Lavras
Fonte: http://www.agrolink.com.br/culturas/milho/artigo/germinacao-e-vigor-de-sementes-de-milho-recobertas-e-viabilidade-do-inoculo-durante-o-armazenamento_122754.html