Produtivo

Geadas atingem canaviais de Mato Grosso do Sul

19/07/2017

A frente fria que estacionou sobre o Brasil desde a última segunda-feira trouxe, pelo menos, duas geadas nos canaviais do estado do Mato Grosso do Sul. A informação foi confirmada hoje pelo presidente da BioSul – Associação dos Produtores de Bioenergia do MS, Roberto Hollanda Filho e pelo consultor da TCH Gestão Agrícola, José Trevelin Júnior.

Segundo Roberto Hollanda, na madrugada de terça-feira (18) foram registradas algumas incidências de geada principalmente na região sul do estado, que detém a maior parte da produção de MS, mas na madrugada de hoje (19), a incidência foi mais abrangente.

“As usinas já vinham fazendo o dever de casa e através de um manejo varietal e de colheita estavam se prevenindo sobre a possibilidade de geadas, mas como a abrangência foi quase total em várias regiões do estado, pode haver prejuízos, mas ainda é cedo para calcularmos, somente após uma a duas semanas é que poderemos quantificar as perdas”, destacou o presidente da BioSul.

De acordo com Trevelin, das cerca de 20 usinas em operação no Mato Grosso do Sul, em pelo menos 16 unidades foi confirmada a incidência de gelo na madrugada de hoje. “E ainda há a previsão de nova geada para a madrugada de quinta-feira. Vimos temperaturas abaixo do zero e muitas usinas relataram que viram gelo nas folhas da cana ou mesmo nas áreas de soqueiras”, destacou Trevelin.

A perspectiva de produção de cana-de-açúcar para esta safra no Mato Grosso do Sul é de 51,4 milhões de toneladas. Após a quantificação dos prejuízos esta estimativa pode ser revista, bem como uma perda na quantidade de ATR (açúcares totais recuperáveis) da matéria-prima.

Fonte: União dos produtores de bioenergia