Defensivos

Fungicida protetor tem bom desempenho contra a mancha branca do milho, doença que reduz área foliar, prejudica espiga e afeta produção

Publicado em 14/10/2015

Os fungicidas protetores, que já são utilizados no controle da ferrugem asiática da soja, também têm apresentado bom desempenho no combate a mancha banca do milho.

Pesquisas realizadas a quatro safras indicam que os protetores além de garantir maior produtividade, pois evitam a disseminação dos fungos nas regiões foliares, também estão “reduzindo a transferência de inóculospara a espiga e diminuindo a incidência de grãos ardidos”, explica a engenheira agrônoma do Instituto Phytus Mônica Debortoli.

De acordo com a pesquisadora a doença causa uma redução significativa de área foliar das plantas e, nos últimos anos têm se observado também uma transferência desse fungo para a espiga, causando podridão no final do ciclo, e consequentemente uma quebra na produtividade.

Os fungicidas protetores, como Unizeb Gold, possuem um modo de ação multissítio garantindo maior eficácia no controle “quantitativo e qualitativo” da doença. No entanto, é importante ressaltar que “esse produto tem característica de ser protetor, por isso precisam estar na planta antes da ocorrência do fungo”, explica Debortoli.

Segundo ela, é recomendável mais de uma aplicação no ciclo. Uma proteção feita nos primeiros estágios fenológicos e uma segunda aplicação antes do pendoamento, que tem mostrado grande eficácia no controle da  transferência de inóculos para a espiga.

Os resultados com o produto mostram um “aumento de 10 a 30 sacas por hectare de incremento produtivo através da proteção com fungicidas”.

A mancha branca ocorre com maior frequência em altas temperaturas, por conta de amplitude térmica que ocorre nestas regiões.

Por: Aleksander Horta e Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas