Soja

Fundação detecta primeiro foco de ferrugem asiática na soja de MS

02/01/2014

O laboratório da Fundação Chapadão, em Chapadão do Sul, detectou o primeiro foco de ferrugem asiática na soja nesta safra 2013/14. Segundo a pesquisadora Alexandra Botelho, responsável pelo laboratório, as folhas com ferrugem vieram da fazenda Campo Verde, proveniente da cultivar Anta 82, no estágio R 5.4 (fase final de enchimento de grãos), todavia o produtor já havia efetivado duas aplicações com fungicida específico para o controle da ferrugem. 

A confirmação da ferrugem, realizada pela própria pesquisadora, foi realizada no dia 28 deste mês, mas divulgada apenas esta semana.

Edson Borges, diretor da Fundação, explica que a detecção da ferrugem não é anormal, pois Mato Grosso do Sul estava em um estágio que “a qualquer momento iria ocorrer a diagnose, uma vez que nos municípios de Rio Verde, Montividiu e Caçu, em Goiás, já haviam confirmado a presença desta doença”.

Edson solicitou aos produtores ficarem alertas, pois a grande maioria das lavouras de soja na região requer muito cuidado quanto a doença. Ele esclareceu que para um efetivo controle, é importante que todos acertem a primeira aplicação, não errem a segunda, proceda terceira e quanta se necessário.

Outro fato importante é que nas últimas três safras a ferrugem foi diagnosticada na região no mês de janeiro, assim chegando agora em dezembro a disseminação nas lavouras pode ser mais intensa.

Fonte: A Gazeta News – Amambai