Pecuária

Frango Vivo: Semana encerra com preços estáveis, mas cenário é de pressão

Publicado em 24/04/2015

Nesta sexta-feira (24), os valores do frango vivo tiveram estabilidade nas principais regiões. Apesar disto, o cenário é de pressão em grande parte das praças, visto que a comercialização continua lenta. Em algumas regiões, como em Minas Gerais, os preços sofreram redução de 7% nas primeiras semanas de abril.

Segundo diretora executiva da Associação dos Avicultores de Minas Gerais (Avimig), Marília Martha Ferreira, o consumo tem sido principal fator de pressão no estado, situação que tem sido observada também em outras regiões. Outro circunstância que está contribuindo para o cenário negativo é a oferta elevada em boa parte das praças.

Por outro lado, segundo informações do Cepea, o poder de compra dos avicultores aumentou devido a redução dos custos de insumos utilizados na criação dos animais. Para o farelo de soja o crescimento foi de 7% e 4% frente ao milho.

Exportações

Já para as exportações, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgou os números de exportações das três primeiras semanas de abril (12 dias úteis). Em volume foram embarcados 168,9 mil toneladas, com média diária de 14,1 mil toneladas. Já em receita, a soma chega a US$ 270 milhões. O desempenho ainda tem sido lento, mas expectativas é de crescimento, principalmente pelos casos de gripe aviária que tem atingido os Estados Unidos.

Veja como ficaram os preços nas principais praças nesta sexta-feira (24):

Estado Preço (R$/kg) Variação (%)
Ver histórico Fechamento: 24/04/2015
Minas Gerais 2,35 0,00
Rio Grande do Sul 2,30 0,00
Paraná 2,26 0,00
Santa Catarina 2,10 0,00
São Paulo 2,25 0,00
Por: Sandy Quintans
Fonte: Notícias Agrícolas