Curiosidades

Flora apícola é determinante para o tipo e a qualidade do mel

14/07/2015

Engana-se quem pensa que para ter um mel de qualidade bastam somente excelentes abelhas, ótimas instalações e muita dedicação. O apicultor pode disponibilizar de todos esses itens, mas se não oferecer boa alimentação, com néctar e pólen em quantidades adequadas, o seu negócio pode ser prejudicado. Como o principal alimento das abelhas é o próprio mel que produzem, além do pólen das flores, que fica preso na pata durante a coleta do néctar, se não houver uma flora apícola adequada, elas passam fome e acabam destruindo as colmeias.

Para orientar os produtores, o Sistema de Inteligência Setorial (SIS) do Sebrae elaborou um relatório que dá indicações de como resolver a falta de pólen, e orienta ainda sobre quais flores são as preferidas durante a coleta do néctar, e quais podem resultar em mel de qualidade.

Uma das particularidades detectada pelo boletim é que as abelhas preferem flores com néctar com maior concentração de açúcar, e escolhem aquelas que tenham um nectário mais acessível. Na escassez de flores melhores, procuram outras que estejam mais próximas, mesmo se apresentarem néctares inferiores. As abelhas são capazes de percorrer com eficiência áreas de 2 a 3 quilômetros ao redor do apiário durante sua busca ao néctar. Recomenda-se, porém, que a fonte de alimento fique o mais próximo possível das colmeias, para permitir mais viagens de coleta e, consequentemente, aumento na produção.

Algumas plantas oferecem floradas com maior ou menor quantidade de néctar e pólen, e por conta disso, podem ser classificadas como mais ou menos produtivas:

Principal: possuem floradas prolongadas e suas plantas possuem maior fluxo nectaríneo. Exemplo: eucalipto, laranjeira, capixingui, angico, entre outras;

Secundária: servem como manutenção da colmeia, pois as plantas possuem menor quantidade de néctar e pólen. Exemplo: ervas daninhas, goiabeira, guanxuma, entre outras;

Terciária: plantas que só produzem pólen e/ou néctar eventualmente. Exemplo: astrapéia, caliandra, amor-agarradinho, entre outras;

Quaternária: plantas que possuem quantidade de pólen e néctar bastante variável e que geralmente são cultivadas com agrotóxico. As abelhas visitam estas flores apenas para realizar a polinização, portanto, a exploração deste tipo de florada deve ser feita com cuidado. Exemplo: feijão, girassol, soja, melancia, melão, entre outras.

A escolha da melhor espécie de plantas no apiário depende da região onde ele está instalado, do mel que se pretende produzir e dos tipos de abelhas que estão envolvidas. Portanto, o apicultor deve identificar as espécies mais apropriadas e adaptadas à sua propriedade.

Fonte: Agrolink