Soja

Ferrugem asiática aparece em lavouras no Mato Grosso

Publicado em 19/12/2016

O avanço de uma frente fria pela região Sul neste início de semana deixa o tempo instável e com previsão para chuvas a qualquer hora do dia em grande parte do Rio Grande do Sul. O retorno das chuvas à região Sul irá possibilitar que ocorra a elevação dos níveis de umidade do solo, garantindo melhores condições ao desenvolvimento das lavouras, sobretudo, do milho e da soja, já que vinham sentindo os efeitos negativos provocados pelos baixos índices de chuvas dessas últimas semanas, comenta o agrometeorologista Marco Antônio Santos.

No Sudeste e Centro-oeste, a segunda-feira (19), será mais um dia de tempo instável e com chuva. Na metade norte do Mato Grosso, chuvas consecutivas a mais de cinco dias tem prejudicado a realização dos tratos culturais, principalmente a aplicação de defensivos. O tempo mais úmido tem favorecido o desenvolvimento de doenças, principalmente da ferrugem asiática da soja. Nesta semana, mesmo com a previsão de pancadas de chuva, os produtores vão conseguir realizar os tratos culturais, a colheita da soja, que em algumas propriedades mato-grossense já começam nesta semana.

Para as culturas do café, cana-de-açúcar e citros, as condições meteorológicas possibilitam o pleno desenvolvimento das plantas, favorecendo também o desenvolvimento dos frutos, que já se encontram em fase de granação.

No Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, há previsão de pancadas de chuva. Como os solos apresentam níveis razoáveis de umidade os produtores não irão registrar grandes prejuízos. O problema é se as condições meteorológicas em forma de pancadas irregulares continuarem até o fim do mês o que pode reduzir o nível de umidade no solo, causando algum desconforto aos produtores. Segundo os modelos de previsão,  na virada do ano, as chuvas irão retornar à região o que colabora para o desenvolvimento das lavouras, finaliza o agrometeorologista.

Fonte: Climatempo