Fenasucro ajudará setor sucroenergético em eficiência e produtividade

07/08/13
Principais lideranças nacionais  creditaram à FENASUCRO, maior feira mundial de tecnologia sucroenegética, um dos caminhos para manter o Brasil na rota de crescimento da produção de açúcar e etanol. Durante apresentação à imprensa sobre as novidades da 21ª edição da Feira, realizada no dia 1º de agosto, no Auditório da Canaoeste, em Sertãozinho (SP), foi consenso entre os presidentes do CEISE Br, Copercana, Orplana, UNICA e Datagro que existem alternativas para que setor seja mais competitivo, sendo necessário também uma política regulatória dos preços da gasolina e do etanol. Também participaram do encontro o secretário de Indústria e Comércio da Prefeitura de Sertãozinho e os diretores da Reed Multiplus, promotora da Fenasucro.

Segundo Antonio Eduardo Tonielo Filho, presidente do CEISE Br (Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis), a iniciativa de criar a Fenasucro veio ao encontro da própria necessidade de evolução da indústria de base e equipamentos para usinas, com o desenvolvimento de tecnologias que melhorem a eficiência energética. “Temos acompanhando sinais de reação do setor, a exemplo do maior número de financiamentos, o que vai ajudar toda a cadeia produtiva”, afirmou Tonielo Filho.

Mas para produzir com mais qualidade, em menor tempo e com redução de custos, fabricantes, fornecedores e usineiros têm buscado soluções para enfrentar os momentos de crise. “Existe um mercado bom e crescente para o etanol brasileiro. Portanto, nossa expectativa é exportar mais etanol”, afirmou Manoel Carlos de Azevedo Ortolan, presidente da Orplana e da Canaoeste.

Para o presidente da DATAGRO, Plínio Nastari, o mercado de etanol está crescendo com a velocidade das oportunidades que estão sendo implementadas em países dos Estados Unidos e da Europa, que dependem do fornecimento de álcool do Brasil. “Para se ter uma ideia, na Califórnia aconteceu uma audiência pública para se discutir o potencial do mercado brasileiro de etanol”, comentou o executivo. No dia 27 de agosto, a 2º DATAGRO CEISE Br CONFERENCE  FENASUCRO reunirá especialistas e mais de 400 líderes de negócios, especialistas e autoridades do setor sucroenergético, em debates e discussões sobre o mercado e indústria da cana-de-açúcar. Entre os assuntos abordados, estarão perspectivas do mercado mundial e avaliação da safra 2013/14 no Brasil, investimentos atuais e potencial de produtividade, assim como investimentos do setor sucroenergético e políticas públicas.

Sobre a questão da concorrência com a gasolina, suportada pelo “caixa forte” da Petrobras, todos concordaram que é urgente um controle mais efetivos do governo. De acordo com Nastari, as políticas de desoneração da gasolina, com a isenção do imposto Cide, está caminhando na direção oposta para o crescimento do etanol hidratado, que compõe o mix de produtos comercializados pelo setor.

Nova Fenasucro

“Desde que a Fenasucro foi criada, passamos por vários momentos delicados no setor. E, em contrapartida, a feira vem crescendo a cada edição em número de expositores e visitantes. Como explicar isso? A feira é um excelente instrumento para desenvolver novas tecnologias na área industrial”, disse Augusto Balieiro, diretor da Reed Multiplus. Em sua 21ª edição, a Feira reunirá 550 empresas, com a expectativa de receber 35 mil visitantes.

Em sua exposição, Balieiro também destacou uma série de dados comparativos sobre a força do setor sucroenergético. “Hoje, a cana-de-açúcar é o primeiro produto mais importante da agricultura e o segundo do agronegócio brasileiro, com faturamento de R$ 46,39 bilhões registrado na safra de 2012”, informou o executivo.

Entre as novidades da Nova FENASUCRO 2013, a feira terá uma área exclusiva para Transporte e Logística, além da realização de um seminário,organizado pela ESALQ-LOG e PECEGE. “Este é um setor que impacta 40% nos custos dos produtos sucroenergéticos. Também melhoramos a circulação entre os pavilhões, para proporcionar maior conforto aos visitantes”, afirmou Fernando Barbosa, diretor da Reed Multiplus.

A partir da Fenasucro, com apoio do CEISE e da Prefeitura, está sendo lançado este ano o projeto “Comércio Receptivo”. Carlos Liboni, secretário de Indústria e Comércio da Prefeitura de Sertãozinho, antecipou à imprensa que serão treinadas pessoas da comunidade, desde um frentista até vendedores da região, para serem os principais interlocutores na transmissão de informações sobre a feira aos visitantes.

A Fenasucro também gera um impacto positivo na economia da região. São aproximadamente 14 mil empregos diretos e indiretos, R$ 21 milhões, sendo R$ 6 milhões em investimentos da Reed Multiplus, R$ 10 milhões em gastos no comércio e nos serviços locais, e R$ 5 milhões dos investimentos dos expositores, que também permanecem na região.

FENASUCRO – 21ª Feira Internacional de Tecnologia Sucroenergética
Data: 27 a 30 de agosto de 2013
Horário: 13h às 20h
Local: Centro de Eventos Zanini,  Sertãozinho, São Paulo
Mais informações em http://www.fenasucro.com.br/

2º DATAGRO CEISE Br CONFERENCE – FENASUCRO
Data: 27 de agosto de 2013
Horário: das 9h às 16h30
Local: Teatro Municipal de Sertãozinho, Rua Washington Luiz, 1.131

 

Fonte: Agrolink