Feijão: Vender ou esperar o resultado das eleições?

PublicDomainPictures (CC0), Pixabay

Publicado em 04/10/2018

Dólar baixo, bolsa que sobe, política e mais política. Isso toma conta das rodas de conversas da mesa de bar, das famílias e, por consequência, no WhatsApp. Nem poderia ser diferente, com tantas incertezas e tensões o fluxo de informações sobre o mercado de Feijão está prejudicado. Mas a população segue consumindo todos os dias. Valores estáveis não motivam os especuladores a formarem estoques e a proximidade da colheita no estado de São Paulo tira, no horizonte, imediato a expectativa de variações positivas. O fator importante agora é o tempo. Como tudo vem correndo bem até agora, os produtores acreditam em um período positivo para a colheita. Enquanto isso, produtores estão recebendo ofertas em Goiás abaixo dos R$ 100. A decisão dos produtores, se vendem ou não, é realmente difícil. Alguns chegam mencionar que preferem ver o resultado da eleição de domingo para decidir depois o que fazer. Parece sem nexo uma coisa com a outra, mas entre antecipar pagamentos ou ainda deixar dinheiro parado no banco e ter a mercadoria em casa, a maioria dos produtores preferiu, até ontem, aguardar mais um pouco.
Fonte: IBRAFE