Fecoagro divulga custos de produção do trigo

A boa colheita da safra de verão deverá influenciar positivamente a lavoura de trigo que começa a ser plantada no Rio Grande do Sul. Animados com os resultados obtidos, principalmente na soja e no milho, os triticultores gaúchos estão dispostos a aumentar a área a ser plantada com o cereal. A previsão é de um incremento superior a 10%, ficando próximo a 900 mil hectares.

Os dados fazem parte da primeira estimativa de custos e rentabilidade do trigo safra 2011 para o Rio Grande do Sul, elaborada pela área técnica da Federação das Cooperativas Agrícolas do Estado (Fecoagro), com base nos preços dos insumos em abril de 2011. Segundo o consultor da Fecoagro, Tarcísio Minetto, os números podem garantir uma boa renda aos produtores.

– Está na ordem de R$ 25 a R$ 26 a saca, dependendo da classificação do produto, e o custo variável está em R$ 24,60. Existe uma margem e, dependendo da produtividade, o produtor deverá ter, se as condições climáticas favoráveis, uma condição boa de investir no trigo – avalia.

De acordo com o estudo, o custo total de produção é de R$ 1,373 mil por hectare, considerando o uso de uma tecnologia média e uma produtividade de 40 sacas. Neste cenário, o produtor terá que colher 36 sacas por hectare para pagar os gastos variáveis de R$ 907 por hectare investidos na formação da lavoura. No comparativo com a safra passada, o aumento dos custos foi de 4%.

Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/campoelavouranagaucha/2011/05/17/fecoagro-divulga-custos-de-producao-do-trigo/?topo=52,1,1,,171,77