Pecuária

Exportações do agronegócio atingem valor recorde de US$ 99 bilhões

15/05/13
As exportações brasileiras do agronegócio, nos últimos doze meses, atingiram resultado recorde somando US$ 99,59 bilhões, o que representou crescimento de 4,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. Nos mesmos meses, as importações reduziram 6,5% e somaram US$ 16,52 bilhões, resultando em um saldo positivo recorde de US$ 83,07 bilhões. As informações são da Secretaria de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SRI/Mapa).

“Nossa produção nos campos, seja devido às pesquisas ou ao alinhamento entre governo e iniciativa privada, há tempos se tornou exemplo de competitividade e eficiência. Quando o assunto é exportação, há anos a balança comercial agropecuária sustenta o saldo positivo do Brasil”, afirmou o ministro da Agricultura, Antônio Andrade.
Os produtos que mais contribuíram para o crescimento de US$ 3,98 bilhões foram os de origem vegetal, responsáveis por 84,2% da expansão. Entre os setores, destacaram-se em termos de contribuição para o crescimento: cereais, farinhas e preparações (alta de US$ 4,61 bilhões); complexo soja (+US$ 912,74 milhões); complexo sucroalcooleiro (+US$ 694,90 milhões) e carnes (+US$ 411,32 milhões).

O principal segmento, em termos de valor exportado, foi o complexo soja com US$ 26,57 bilhões, representando elevação de 2,1% em relação ao período anterior. A expansão de 10,2% do preço médio superando a queda de 7,4% nos embarques foi determinante para o resultado. O setor sucroalcooleiro foi o segundo em valor exportado, alcançando US$ 16,49 bilhões. As vendas de açúcar foram responsáveis por 85,2% (US$ 14,05 bilhões).

A China foi o principal destino das exportações brasileiras, somando US$ 19,14 bilhões. As vendas para os Estados Unidos, segundo principal destino, aumentaram US$ 796,09 bilhões. A Coreia do Sul foi o país que mais contribuiu para o crescimento das vendas externas, com expansão de US$ 1,15 bilhão (71,4%).

Resultado do mês

As exportações brasileiras no mês de abril cresceram 37,3% (US$ 9,65 bi) em relação aos US$ 7,03 bilhões registrados no mesmo mês do ano anterior. As importações cresceram 12,2%, atingindo US$ 1,44 bilhão, resultando em um saldo da balança comercial de US$ 8,21 bilhões.

Seguindo as exportações do quadrimestre, mais uma vez o complexo soja foi o principal setor exportador, com o montante de US$ 4,53 bilhões e 8,5 milhões de toneladas embarcadas, representando incremento de 56% em valor e 49,1% em quantidade, comparados com o mesmo período do ano anterior. O principal país de destino das exportações do complexo soja neste mês foi a China, com 67% do total comercializado pelo setor no período.

O valor exportado pelo setor de carnes teve incremento de 15,4% passando de US$ 1,3 bilhão para US$ 1,5 bilhão. As vendas de carne de frango atingiram US$ 714 milhões e 320 mil toneladas em volume, enquanto a comercialização de carne bovina aumentou 24,6%. Do preço médio das exportações do setor no período, somente os da carne bovina sofreram redução (8,3%). Os preços da carne de frango, de suínos e de peru aumentaram em 15,8%, 6,2% e 1,3%, respectivamente.