Exportações de carne de frango crescem 30% em maio

05/06/2018

As exportações de carne de frango in natura, no mês passado, superaram abril em 30,3%, segundo dados da balança comercial divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Apesar do crescimento, houve forte retração nas duas últimas semanas de maio, uma vez que até a segunda quinzena as exportações desse produto tinham sido 100% superiores à média diária de abril.

O diretor do Departamento de Estatística a e Apoio à Exportação do MDIC, Herlon Brandão, durante a entrevista coletiva para comentar os dados da balança comercial em maio, disse que apesar de as exportações terem crescido no mês de maio como um todo, o desempenho nas duas últimas semanas do mês pode ter sido afetado pela paralisação dos caminhoneiros.

Brandão ressaltou, no entanto, que devido aos vários fatores que interferem na atividade exportadora não é possível atribuir a queda somente à paralisação. Outro ponto destacado pelo diretor foi que os efeitos da paralisação ainda poderão ser “sentidos nas próximas semanas”.

Números de maio

O Brasil exportou US$ 475,6 milhões em carne de frango in natura em maio, enquanto em abril haviam sido US$ 365,1 milhões. O crescimento, da ordem de 30%, foi acompanhado de perto pela quantidade de carne exportada. Foram embarcados 314,4 mil toneladas no último mês, contra 235,7 mil toneladas, ou seja, aumento de 33%.

Na comparação com maio de 2017, contudo, as exportações de carne de frango in natura registraram queda de 5,5%. Naquele mês, o País enviou ao exterior US$ 527,5 milhões. Os embarques, por sua vez, somaram 319 mil toneladas.

Fonte: Avicultura Industrial