Exportação de soja brasileira para China sobe 154%

27/03/2018

As exportações de soja brasileira para a China subiram 154% no último mês de fevereiro, de acordo com dados divulgados pelo Departamento de Alfândega do país asiático. A disparada nas compras ocorre na esteira da chamada “guerra fria comercial” que os chineses vem travando com o governo norte-americano de Donald Trump.

“Este aumento expressivo e repentino das exportações brasileiras de soja se seguiu ao debate entre os Estados Unidos e a China, no qual os chineses estão dando preferência para a compra de soja brasileira em retaliação às sanções impostas pelos americanos. Ao mesmo tempo, os prêmios pagos pela soja brasileira estão situados em níveis recordes, os mais altos dos últimos 12 anos”, afirma o analista Luiz Fernando Pacheco, da T&F Consultoria Agroeconômica.

O especialista lembra que, em retaliação a um segundo anúncio de sanções de US$ 60 bilhões contra diversos produtos, a China impôs US$ 3 bilhões em sanções aos produtos americanos. No entanto, observa, deixou a soja de fora porque o país não consegue se abastecer integralmente no mercado internacional sem a participação dos EUA.

“Contudo, Traders chineses estão procurando produtos alternativos para a ração animal, para compensar a redução das importações de soja americana”, aponta Pacheco.

Em números gerais, as exportações semanais de soja brasileira acumularam 7.052,57 mil toneladas. O resultado ficou 204,2% acima do mês anterior, embora tenham ficado 3% abaixo do mesmo mês do ano passado. A projeção do mercado era de 8.712 mil toneladas.

Fonte: Agrolink