Café

Exportação de café verde do Brasil sobe 11,5% em 2013, diz Cecafé

14/01/2014

A exportação de café verde do Brasil, maior exportador global, somou 27,84 milhões de sacas em 2013, aumento de 11,5 por cento ante 2012, informou nesta segunda-feira o Conselho dos Exportadores de Café (Cecafé).

Considerando o café industrializado, o volume de café exportado pelo Brasil apresentou uma alta de 10,2 por cento em relação ao ano anterior, totalizando 31,22 milhões de sacas.

Os dados indicam que a exportação brasileira de café em 2013 está se recuperando em termos de volume, se comparada ao ano anterior, período prejudicado pelo excesso de chuvas. Em 2011 e 2010, o Brasil exportou mais de 33 milhões de sacas.

“Esse resultado positivo mostra que o país volta aos patamares de exportação acima dos 30 milhões de sacas por ano. Outro ponto a ser destacado é o crescente volume de cafés diferenciados…, em função do aumento na demanda por cafés de qualidade e sustentáveis”, disse o diretor-geral do Cecafé, Guilherme Braga, em nota.

Braga disse que o Brasil exportou 5,06 milhão de sacas de cafés especiais –que têm melhores preços–, 5 por cento a mais que em 2012.

De acordo com o levantamento, em 2013 o café da variedade arábica respondeu por 85 por cento das vendas do país, enquanto o solúvel por 10,7 por cento, o robusta por 4,2 por cento e o torrado & moído por 0,1 por cento das exportações.

Para 2014, a entidade espera um novo crescimento nos embarques, apesar de o governo avaliar que a safra poderá ter uma queda ante a temporada anterior.

O executivo acredita que em 2014 as exportações devem ficar entre 32 milhões e 33 milhões de sacas, o que na melhor das hipóteses representaria um aumento de mais de 5 por cento em relação a 2013.

DESTINOS

Segundo o Cecafé, a Europa respondeu pela importação de 54 por cento do total embarcado pelo Brasil em 2013 (aumento de 9 por cento em comparação a 2012), enquanto América do Norte foi responsável pela compra de 22 por cento do total (alta de 15 por cento), a Ásia por 18 por cento (incremento de 12 por cento) e a América do Sul por 3 por cento (redução de 15 por cento).

No ano passado, os Estados Unidos lideraram a lista de países importadores, com a aquisição de 6,14 milhões de sacas (20 por cento do total exportado), seguidos pela Alemanha (18 por cento do total) e Japão (8 por cento). No quarto lugar está a Itália (8 por cento do total), com a Bélgica na quinta colocação (7 por cento do total).

As receitas com as exportações totais de café do Brasil somaram 5,150 bilhões de dólares, contra 6,36 bilhões em 2012, uma queda decorrente dos preços mais baixos.

O preço médio da exportação brasileira em 2013 foi de 164,95 dólares por saca, baixa de 26,6 por cento ante 2012, segundo o Cecafé.

DEZEMBRO

Em dezembro de 2013, as exportações totais de café do Brasil registraram uma redução de 4,5 por cento em relação ao mesmo mês em 2012, totalizando 2,8 milhões de sacas –os embarques de café verde somaram 2,5 milhões de sacas.

Já a receita total apresentou um queda de 33,8 por cento em relação a igual período do ano anterior, atingindo 396,059 milhões de dólares.

Fonte: Reuters
Autor: Roberto Samora